Comissões

Situação das famílias de vítimas do acidente com a Chapecoense é tema de audiência pública

02:00Situação das famílias de vítimas do acidente com a Chapecoense é tema de audiência pública

Transcrição LOC: A SITUAÇÃO DAS FAMÍLIAS DE VÍTIMAS DA TRAGÉDIA DO VOO DA CHAPECOENSE FOI DEBATIDA EM AUDIÊNCIA PÚBLICA DA COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES. LOC: O DEBATE OCORREU DEVIDO AOS REQUERIMENTOS APRESENTADOS POR TRÊS SENADORES, ENTRE ELES O PRESIDENTE DA CRE, NELSINHO TRAD, DO PSD DO MATO GROSSO DO SUL. A REPORTAGEM É DE POLIANA FONTENELE. TÉC: O acidente com o avião que carregava a delegação da Associação Chapecoense de Futebol, de Santa Catarina, ocorreu no dia 29 de novembro de 2016, enquanto o time seguia para a Colômbia para disputar a final da Copa Sul-Americana. Quase três anos após a tragédia, o caso permanece com pendências judiciais, securitárias e indenizatórias. Para debater a situação das famílias de vítimas do acidente, a Comissão de Relações Exteriores realizou uma audiência pública. Entre os convidados estava Cesair Bartolomei, Vice-Presidente Jurídico da Associação Chapecoense de Futebol. Cesair destacou o compromisso do clube com as famílias das vítimas. (Sonora Cesair Bartolomei) Não vamos aqui buscar culpados, não, porque não é esse objetivo. O objetivo nosso da Chapecoense é buscar soluções e soluções que tragam conforto às famílias que ficaram, porque as pessoas que se foram essas não voltam mais. A Chapecoense está fazendo os acordos que vão ser cumpridos na sua íntegra do primeiro ao último centavo. (Repórter) Para a senadora Leila Barros, do PSB do Distrito Federal, a tragédia ocorreu devido a uma sucessão de negligências, sem que tenha havido um culpado somente. (Sonora- Leila Barros) O atleta ele entrega a vida dele ao coletivo, ao clube, à causa dele, como toda equipe que estava ali dentro. Todo mundo entregou confiando que as pessoas iam escolher a melhor forma de chegarem ao objetivo final que era o jogo. É muito claro que houve uma sucessão de erros, mas ninguém pode se abster desses erros. (Repórter) Outra audiência pública para continuar o debate vai ser marcada para a primeira quinzena de agosto. É esperada a presença dos embaixadores da Colômbia e Bolívia, assim como representantes do Ministério das Relações Exteriores, da Confederação Brasileira de Futebol, entre outros. Com supervisão de Marco Antonio Reis, da Rádio Senado, Poliana Fontenele.

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) debateu em audiência pública a situação das famílias de vítimas do acidente com a Chapecoense, ocorrido em 29 de novembro de 2016. O caso permanece com pendências judiciais, securitárias e indenizatórias. O debate recebeu a presença de representantes da Chapecoense, da Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do Voo da Chapecoense (AFAV-C), entre outros. Saiba mais na reportagem de Poliana Fontenele.

TÓPICOS:
Bolívia  Colômbia  Comissão de Relações Exteriores  Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional  CRE  Defesa Nacional  Distrito Federal  Embaixadores  Futebol  Mato Grosso  Mato Grosso do Sul  Ministério das Relações Exteriores  PSB  PSD  Relações Exteriores  Santa Catarina  Senador Nelsinho Trad  Senadora Leila Barros  Comissões 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo