Agenda

Senado vota na terça-feira primeiro turno da reforma da previdência

01:58Senado vota na terça-feira primeiro turno da reforma da previdência

Transcrição LOC: PLENÁRIO PODERÁ VOTAR PRIMEIRO TURNO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA NA TERÇA-FEIRA. LOC: ANTES, AS NOVAS REGRAS DE APOSENTADORIA SERÃO ANALISADAS PELA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN TÉC: Após o adiamento por decisão dos líderes partidários, a Comissão de Constituição e Justiça deverá votar na terça-feira a Reforma da Previdência. O relator, senador Tasso Jereissati, do PSDB do Ceará, rejeitou 77 sugestões de mudanças à proposta sob o argumento de que elas poderão ser feitas na PEC Paralela para a promulgação da principal ainda em outubro. A presidente da CCJ, senadora Simone Tebet, do MDB de Mato Grosso do Sul, esclareceu, no entanto, que o atraso não compromete o calendário da Reforma da Previdência. (Simone) Nós conseguimos avançar num amplo acordo para que nós não atrasemos o calendário. O calendário oficial, portanto, da Reforma da Previdência acordado com os líderes da oposição é dia 10 de outubro, como sempre foi, como foi apresentado desde o mês passado. REP: A oposição, por sua vez, se mobiliza para tentar retirar alguns trechos da Reforma da Previdência. O vice-líder do PT, senador Rogério Carvalho, de Sergipe, citou a apresentação de destaques, entre eles, o que pode garantir uma aposentadoria maior e um que propõe reduzir o tempo de contribuição. (Rogério) Nós vamos apresentar o destaque para que sejam considerados somente 80% das maiores remunerações e sem essa redução para 60%. E vamos propor, por exemplo, que quem entre no sistema não tenha que contribuir por 20 anos porque o argumento é de que a gente precisa fazer economia, crise fiscal. Só que isso não causa nenhum impacto fiscal em 30 anos porque é para pessoas que vão começar a contribuir daí a 35, 40 anos no mercado. REP: Se aprovada na Comissão de Constituição e Justiça na manhã de terça-feira, a Reforma da Previdência poderá ser votada em primeiro turno pelo Plenário do Senado na tarde do mesmo dia. Da Rádio Senado, Hérica Christian.

O Plenário do Senado poderá votar em primeiro turno a Reforma da Previdência. Antes, no entanto, o relatório do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), precisa ser votado pela Comissão de Constituição e Justiça. A presidente da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS), afirmou que o adiamento da votação da Reforma não compromete o calendário, que prevê a promulgação em meados de outubro. Segundo o senador Rogério Carvalho (PT-SE), a oposição tentará retirar trechos da reforma para garantir o pagamento de uma aposentadoria maior e uma redução do tempo de contribuição. As informações são da repórter da Rádio Senado, Hérica Christian.

TÓPICOS:
Aposentadoria  CCJ  CE  Ceará  Constituição  Economia  Justiça  Mato Grosso  Mato Grosso do Sul  MDB  Oposição  Plenário do Senado  Previdência  PSDB  PT  Reforma da Previdência  Senador Rogério Carvalho  Senador Tasso Jereissati  Senadora Simone Tebet  Sergipe 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 0 61 2211
Ao vivo