Pandemia

Seis senadores já testaram positivo para o novo coronavírus

02:29Seis senadores já testaram positivo para o novo coronavírus

Transcrição LOC: SEIS SENADORES TESTARAM POSITIVO PARA O NOVO CORONAVÍRUS E CINCO DELES TIVERAM COVID-19. LOC: COM O AUMENTO DO NÚMERO DE CASOS NO DISTRITO FEDERAL, O SENADO ADOTOU MEDIDAS MAIS RIGOROSAS PARA EVITAR A PROPAGAÇÃO DA DOENÇA. REPORTAGEM DE IARA FARIAS BORGES. TÉC: A primeira medida adotada foi o Sistema de Deliberação Remota, ainda no mês de março. Apesar disso, seis senadores testaram positivo para o novo coronavírus – cinco deles tiveram covid-19 e um não apresentou sintomas. Os dois primeiros casos aconteceram em março. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, do Democratas do Amapá, chegou a ser internado para realizar exames e teve de ser afastado da condução das sessões virtuais. O mesmo aconteceu com o senador Nelsinho Trad, do PSD sul-mato-grossense, que foi diagnosticado com covid-19 após uma viagem aos Estados Unidos com a comitiva do presidente Jair Bolsonaro. Nelsinho Trad relata o que sentiu. (Nelsinho Trad): “Comigo foi uma leve dor de cabeça, que não passava, dor no corpo, prostração e febre. Quando eu vi que a minha febre batia 38.7, eu me assustei. Eu sou médico e febre é um dos sinais mais evidentes de alerta do corpo da gente. Chamei o pessoal do serviço médico para poder fazer o teste. Fizeram, deu positivo, e eu, imediatamente, me isolei. E graças a Deus, o último exame derradeiro que eu fiz deu negativo”. (Rep): Também em março, o senador Prisco Bezerra, do PDT cearense testou positivo para o novo coronavírus. Na ocasião, o senador relatou que teve sintomas parecidos com uma gripe. Em maio, a senadora Mara Gabrilli, do PSDB de São Paulo, que é cadeirante, contraiu o vírus em casa, por meio de sua cuidadora que havia perdido a mãe por causa da covid-19. E no início de junho, o senador Rogério Carvalho, do PT de Sergipe, também foi diagnosticado com covid-19. O senador, que testou positivo e apresentou sintomas sérios, faz questão de destacar que não usou cloroquina e está totalmente recuperado. Outro senador, que não quer se identificar, também testou positivo para o novo coronavírus, mas está sem sintomas. Desde a segunda semana de junho, para entrar no Senado é preciso preencher um formulário informando se apresenta sintomas de covid-19, ter a temperatura medida na portaria e, quem trabalha presencialmente em ambientes com muitas pessoas, é submetido à testagem de covid-19 a cada duas semanas.

Seis senadores testaram positivo para o novo coronavírus – cinco tiveram covid-19 e um não apresentou nenhum sintoma. Em março, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e os senadores Nelsinho Trad (PSD-MS) e Prisco Bezerra (PDT-CE) foram diagnosticados com a doença. Em maio, a senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), que é cadeirante, contraiu o vírus por meio de sua cuidadora. E em junho, também o senador Rogério Carvalho (PT-SE) testou positivo. Um senador que não quer se identificar testou positivo, mas não apresentou sintomas. O Senado adotou rigoroso controle para entrada na Casa. Acompanhe a reportagem de Iara Farias Borges.

TÓPICOS:
Amapá  Bolsonaro  CE  Coronavírus  covid-19  Davi Alcolumbre  DEM  Distrito Federal  Estados  Estados Unidos  pandemia  PDT  PSD  PSDB  PT  São Paulo  Senador Davi Alcolumbre  Senador Nelsinho Trad  Senador Rogério Carvalho  Senadora Mara Gabrilli  Sergipe 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo