Economia

Presidente da CAE considera queda na Selic indispensável para enfrentar a crise

01:39Presidente da CAE considera queda na Selic indispensável para enfrentar a crise

Transcrição LOC: O COMITÊ DE POLÍTICA MONETÁRIA REDUZIU A SELIC EM MEIO PONTO PERCENTUAL E O BRASIL TEM AGORA A MENOR TAXA DE REFERÊNCIA DE JUROS DA HISTÓRIA: 3,75%. LOC: O CORTE FOI DECIDIDO POR CAUSA DO DESAQUECIIMENTO DA ECONOMIA PROVOCADO PELA PANDEMIA DO CORONAVÍRUS. A REPORTAGEM É DE BRUNO LOURENÇO: TÉC: O movimento de redução nas taxas de juros é global. Os Estados Unidos cortaram para praticamente zero. A Europa já vem convivendo com juros negativos, ou seja, inferiores à inflação, há algum tempo. Os índices baixos são pensados para estimular a economia e fazer com que empresas tomem dinheiro na praça para investir no crescimento do negócio. O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos, senador Omar Aziz, do PSD do Amazonas, diz que com as pessoas impedidas de circular, produzir e consumir, medidas como o corte de taxas e o aumento da oferta de crédito são indispensáveis. (Omar): Acho que num momento em que autônomos estão desempregados ou não conseguindo trabalhar, o comércio fechando, a indústria produzindo menos, isso vai gerar uma recessão muito forte, então é um momento realmente de baixar os juros. (Repórter): Aziz acredita que a economia precisa de estímulos para reagir à crise. (Omar): Para que as pessoas possam contrair empréstimo com juro barato num momento de crise, mas que não comprometam futuramente o salário dele. Com os juros altos, com a crise que estamos vivendo, futuramente poderá prejudicar pessoas que precisem tomar esses empréstimos. Então acho que é louvável baixar os juros e outras medidas que o governo vem tomando são louváveis e espero que a gente possa sair dessa crise mais forte lá na frente. (Repórter): Com a queda na Selic, o Brasil fica perto de ter uma taxa de juros negativa, ou seja, o valor real dos juros é menor do que a inflação. Da Rádio Senado, Bruno Lourenço.

O presidente da Comissão de Assuntos Econômicas, Omar Aziz (PSD-AM) considera a queda nos juros indispensável para enfrentar a crise econômica provocada pela pandemia da covid-19. O Comitê de Política Monetária reduziu a Selic em meio ponto percentual e o Brasil tem agora a menor taxa de referência de juros da história: 3,75%. O corte foi decidido por conta do desaquecimento da economia provocado pela pandemia. A reportagem é de Bruno Lourenço.

TÓPICOS:
Amazonas  CAE  Comércio  Comissão de Assuntos Econômicos  Coronavírus  covid-19  Crédito  Crise econômica  Economia  Empresas  Estados  Estados Unidos  Europa  História  Indústria  Inflação  Juros  Política  PSD  Senador Omar Aziz 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo