Pandemia

Economia gerada pelo teletrabalho pode ir para o combate à covid-19

02:00Economia gerada pelo teletrabalho pode ir para o combate à covid-19

Transcrição LOC: A ECONOMIA GERADA PELO TELETRABALHO NO SETOR PÚBLICO PODE IR PARA O COMBATE À COVID-19 LOC: UMA PROPOSTA EM ANÁLISE NO SENADO DESTINA À AREA DE SAÚDE O DINHEIRO ECONOMIZADO PELOS TRÊS PODERES DA UNIÃO. REPÓRTER PEDRO PINCER: TÉC: O projeto de lei da senadora Rose de Freitas, do Podemos do Espírito Santo, estabelece que os recursos financeiros economizados com a adoção do teletrabalho, nos Três Poderes da União, sejam destinados às ações de saúde relacionadas ao combate à covid-19. Segundo o texto, o trabalho remoto será obrigatório enquanto não houver vacina disponível em âmbito nacional para o enfrentamento ao coronavírus. Dos recursos economizados pelo poder público em razão do teletrabalho, 7,5% deverão ser garantidos para o custeio da vacina contra a doença. O projeto estabelece que o sistema remoto de trabalho será adotado, sempre que possível, para reduzir despesas com aluguel, diárias, passagens, hospedagens, traslados, locomoções, combustível, material de consumo, energia elétrica, água, telefone e demais gastos com o exercício da atividade presencial. Rose de Freitas destaca que a prioridade deve ser o combate à pandemia. (Rose de Freitas) O que nos ficou dessa crise toda foi o alto índice de contaminação, de mortalidade, uma coisa tão triste de se ver. Então, se houve economia dentro do Legislativo, como houve em todos os setores, que esses recursos sejam destinado à covid, quer seja para equipara os hospitais, para comprar os medicamentos necessários para tratar da saúde da população brasileira (Rep) A senadora afirma que a população precisa saber para onde vão os recursos economizados. (Rose de Freitas) Inclusive prestar contas à população que não pode estar vendo hospitais com deficiência, com falta de atendimento ideal e faltando medicamento e faltando leito e faltando mobilidade. Esse é o objetivo desse projeto que apresentamos. (REP): De acordo com a proposta, as receitas economizadas com o teletrabalho também serão destinadas às emergências de saúde, educação, assistência social e segurança pública. Da Rádio Senado, Pedro Pincer.

Projeto de lei da senadora Rose de Freitas (Podemos-ES) estabelece que os recursos financeiros economizados com a adoção do teletrabalho, nos Três Poderes da União, sejam destinados às ações de saúde relacionadas ao combate à covid-19. Segundo o texto, o trabalho remoto será obrigatório enquanto não houver vacina disponível em âmbito nacional para o enfrentamento ao coronavírus. Os detalhes com o repórter Pedro Pincer, da Rádio Senado.

PL 4006/2020

TÓPICOS:
Água  Assistência Social  Coronavírus  covid-19  Economia  Educação  Energia  Espírito Santo  IR  Medicamentos  pandemia  Podemos  Saúde  Segurança  Segurança Pública  Senadora Rose de Freitas  Trabalho  União 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo