Pandemia

Brasil cai duas posições em ranking anual de liberdade de imprensa

Brasil caiu duas posições em ranking de ONG francesa Repórteres Sem Fronteiras sobre liberdade de imprensa. De 180 países participantes, o país ficou com a colocação de número 107. A queda do Brasil, segundo a ONG, se deu por causa da postura do presidente da República perante a mídia, durante a pandemia do coronavírus. As informações com a repórter Raquel Teixeira.

22/04/2020, 17h54 - ATUALIZADO EM 22/04/2020, 18h07
Duração de áudio: 01:54
Foto: rsf.org

Transcrição
LOC: BRASIL CAI DUAS POSIÇÕES EM RANKING ANUAL DA ONG FRANCESA REPÓRTERES SEM FRONTEIRAS SOBRE LIBERDADE DE IMPRENSA. LOC: RELATÓRIO APONTA QUE QUEDA FOI PROVOCADA PELA ATITUDE DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA PERANTE OS PROFISSIONAIS DA MÍDIA DURANTE A PANDEMIA DO CORONAVÍRUS. REPÓRTER RAQUEL TEIXEIRA. TEC: O Brasil agora está na posição de número 107 num ranking de 180 países, atrás de Chile, Argentina e Hong Kong, nações em situações consideradas problemáticas em relação à liberdade de imprensa. Em primeiro vem a Noruega e no último lugar fica a Coréia do Norte. Para o senador Lasier Martins, do Podemos do Rio Grande do Sul, é por meio do jornalismo profissional que os cidadãos podem se proteger de informações falsas e do abuso do poder econômico. (LASIER) Em meio às reviravoltas dos cenários sociais e políticos, está cada vez mais claro que a liberdade de opinião continua sendo a base das liberdades civis, onde a imprensa livre e responsável tem aí um papel único. Rep: Já o senador Fabiano Contarato, da Rede Sustentabilidade do Espírito Santo, argumenta que não há democracia sem imprensa livre. (CONTARATO) quero me colocar à disposição para sempre sair em defesa da liberdade de imprensa, da liberdade de expressão e jamais admitir qualquer violação a esse direito constitucional, a esse direito internacional, porque isso é um golpe na democracia, é um golpe no Estado democrático de direito. Rep: E o senador Jorge Kajuru, do Cidadania de Goiás, afirma que defender a liberdade de imprensa deve ser tarefa de todos. (KAJURU) Não é só tarefa de quem é do ramo. Não; requer o envolvimento de todos os que defendem a democracia, sabedores que somos de uma verdade ensinada pela história. Sem jornalismo independente não há liberdade política. Rep: Essa foi a segunda queda consecutiva, no ano passado, o país já havia descido outros três degraus na pesquisa internacional.

Ao vivo
00:0000:00