Desenvolvimento Regional

Amapá entra na área de atuação da Codevasf

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba passará a atuar também no Amapá e em bacias hidrográficas e litorâneas da Bahia, Paraíba, do Ceará, Goiás, Piauí, Rio Grande do Norte e de Pernambuco. É o que diz lei (Lei 14.053/2020) sancionada nesta terça-feira (8). Parlamentares como o senador Elmano Férrer (Podemos-PI) reclamaram que os recursos não seriam suficientes para atender a nova demanda. Mas o autor do projeto (PL 4731/2019) que deu origem à lei, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (Democratas-AP), defendeu a iniciativa. A reportagem é de Bruno Lourenço.

09/09/2020, 17h22 - ATUALIZADO EM 09/09/2020, 17h22
Duração de áudio: 01:52
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), encontra-se com o Presidente Jair Bolsonaro, com Ministro Jorge Oliveira, Secretaria Geral fã Presidência e com Ministro Rogério Marinho no Palácio do Planalto para sanção do projeto da Codevasf.

Foto: Marcos Brandão/Agência Senado
Foto: Foto: Marcos Brandão/Agência Senado

Transcrição
LOC: A COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA PASSARÁ A ATUAR TAMBÉM NO AMAPÁ E EM BACIAS HIDROGRÁFICAS E LITORÂNEAS DA BAHIA, PARAÍBA, CEARÁ, GOIÁS, PIAUÍ, RIO GRANDE DO NORTE E DE PERNAMBUCO. LOC: É O QUE DIZ LEI SANCIONADA NESTA TERÇA-FEIRA. REPÓRTER BRUNO LOURENÇO. TÉC: Durante a discussão da proposta, que originalmente ainda previa a inclusão do Pará no alcance da Codevasf, parlamentares como o senador Elmano Férrer, do Podemos do Piauí, reclamaram que os recursos não seriam suficientes para atender a nova demanda. (Elmano Férrer): Só falta incluir a região Sul na Codevasf. Isso é um exagero, é um absurdo. Criemos instituições para esse macro bacias, mas não queiramos estender quando nós já estamos com os recursos limitadíssimos. Recursos são limitados e agora não vai ter mais recurso para atender todas essas bacias hidrográficas de todas essas regiões. (Repórter) O autor do projeto que deu origem à lei, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, do Democratas do Amapá, defendeu a iniciativa. (Davi): É a chance de termos uma empresa consolidada, que tem o reconhecimento da sociedade brasileira, que presta um serviço de desenvolvimento e de promoção das regiões, atendendo hoje e atuando a partir de agora no estado do Amapá. Com certeza absoluta promoverá a qualidade de vida, o bem-estar, através de obras importantes e obras estruturantes para promover a melhor qualidade de vida dos amapaenses. (Repórter): A ideia de promover o desenvolvimento das comunidades situadas ao longo do rio São Francisco veio ainda na década de 40. A Comissão do Vale do São Francisco evoluiu para uma superintendência e na década de 70 virou Companhia do Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba. Outras mudanças foram acontecendo e agora o Amapá e bacias hidrográficas e litorâneas da Bahia, Paraíba, do Ceará, Goiás, Piauí, Rio Grande do Norte e de Pernambuco entram na área de atuação da Codevasf. Da Rádio Senado, Bruno Lourenço. Lei 14.053/2020 (PL 4731/2019)

Ao vivo
00:0000:00