Senado celebra os 62 anos de Brasília — Rádio Senado
Sessão especial

Senado celebra os 62 anos de Brasília

O Senado Federal comemorou em sessão especial nesta segunda-feira (18) os 62 anos de Brasília, por sugestão dos senadores Izalci Lucas (PSDB-DF) e Leila Barros (PDT-DF). A capital do Brasil foi inaugurada em 21 de abril de 1960 pelo então presidente da República Juscelino Kubitschek. Entre os convidados, participaram solenidade ministros de Estado, embaixadores e representantes do Memorial JK e de congregações religiosas.

18/04/2022, 15h30 - ATUALIZADO EM 18/04/2022, 15h41
Duração de áudio: 02:26
Leonardo Sá/Agência Senado

Transcrição
O SENADO COMEMOROU EM SESSÃO ESPECIAL NESTA SEGUNDA-FEIRA OS 62 ANOS DE BRASILIA. OS CONVIDADOS DESTACARAM OS PROBLEMAS DA CAPITAL E A ESPERANÇA DE SUPERÁ-LOS. REPORTAGEM DE IARA FARIAS BORGES. Inaugurada em 21 de abril de 1960 pelo então presidente da República Juscelino Kubitschek, Brasília foi erguida no meio do cerrado para unificar todo o país. A construção da nova capital pelos chamados candangos incluiu mulheres, que não são lembradas da mesma forma que os homens, destacou a senadora Leila Barros, do PDT do Distrito Federal, ao citar o documentário Poeira e Batom no Planalto Central. Esquecer, com todas as aspas, a importância do trabalho da mulher em nosso passado, é uma forma de querer diminuir a importância da mulher no presente. Agora, 62 anos depois, a tarefa de preparar Brasília para o futuro cabe à nossa geração. E sobre os nossos ombros, de homens e mulheres que amam Brasília, é que recai a missão de avançarmos e consertarmos os diversos problemas que se acumulam pela nossa cidade. Entre os problemas citados pela senadora Leila Barros estão os de mobilidade urbana, violência e favelas. Na avaliação do senador Izalci Lucas, do PSDB do Distrito Federal, essas e outras questões não são resolvidas em razão do desvio de recursos públicos. Isso quer dizer desvios de dinheiro que deveria ser usado na saúde, na educação, na segurança, na assistência social da população, especialmente para as áreas e a população que mais precisam. Mas sei que essas pessoas serão julgadas pelas leis e pela população. E voltaremos com a esperança de colocar a nossa capital como um exemplo para todo país. Ao relatar a história de Brasília desde a sua fundação, a contadora de histórias Nyedja Gennari disse que a capital de todos os brasileiros poderá superar os desafios. Hoje temos muitos problemas a enfrentar. Mas se fomos capazes de erguer uma capital tão bela e em tão pouco tempo numa época de poucas estradas, comunicação incipiente, distâncias imensas, seremos capazes de superar as mazelas do presente. A missão de Brasília não terminou. Depois de levar o Brasil aonde não existia Brasil, a Capital da Esperança ainda será exemplo de superação para este País. A solenidade, uma iniciativa dos senadores Izalci Lucas e Leila Barros, contou com a presença de ministros de Estado, embaixadores e representantes do Memorial JK e de congregações religiosas. Da Rádio Senado, Iara Farias Borges.

Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00