Senadores pedem que procurador-geral da República seja investigado — Rádio Senado
Augusto Aras

Senadores pedem que procurador-geral da República seja investigado

Os senadores Fabiano Contarato (Rede-ES), Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP) pediram que o Ministério Público investigue o procurador-geral da República, Augusto Aras, por infrações administrativas. O Conselho Superior do Ministério Público Federal (CNMPF) deve analisar denúncias de omissão em apurar crimes do presidente da República, Jair Bolsonaro. As informações são da repórter Raquel Teixeira, da Rádio Senado.

25/01/2021, 17h20 - ATUALIZADO EM 25/01/2021, 18h22
Duração de áudio: 01:21
Foto: Isac Nóbrega/PR

Transcrição
LOC: SENADORES PEDEM INVESTIGAÇÃO DO PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA, AUGUSTO ARAS, POR INFRAÇÃO ADMINISTRATIVA. LOC: CONSELHO SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL DEVE ANALISAR DENÚNCIAS DE OMISSÃO EM APURAR CRIMES DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA. REPÓRTER RAQUEL TEIXEIRA. TÉC: O senador Fabiano Contarato, da Rede Sustentabilidade do Espírito Santo, foi um dos autores da representação que pede a investigação da postura do procurador-geral da República, Augusto Aras. O documento apresentado ao Conselho Nacional do Ministério Público afirma que Aras não apurou crime de responsabilidade supostamente praticado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, durante a crise gerada pela obtenção da vacina contra a covid-19 no Brasil. (CONTARATO) Aras atua como advogado de Bolsonaro e mancha a reputação do Ministério Público Federal, instituição que constitucionalmente existe para defender a população, inclusive contra os maus gestores públicos. O procurador-geral da República não agiu para garantir a vacinação como direito constitucional à saúde, preferiu silenciar enquanto o governo afundou o país na crise do atraso da vacina. Rep: Os senadores Alessandro Vieira, do Cidadania de Sergipe, e Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade do Amapá, também assinam o pedido de investigação. Uma representação, como a que foi apresentada pelos parlamentares, é uma comunicação de irregularidade levada ao conhecimento do Ministério Público para que seja analisada. E pode ser feita por qualquer cidadão, pessoa jurídica ou entidade de classe. Da Rádio Senado, Raquel Teixeira.

Ao vivo
00:0000:00