Plínio Valério: prêmio dado a presidente do BC reforça necessidade de autonomia da instituição — Rádio Senado
Banco Central

Plínio Valério: prêmio dado a presidente do BC reforça necessidade de autonomia da instituição

Autor do projeto de autonomia do Banco Central (PLP 19/2019) comemora eleição do presidente do BC brasileiro, Roberto Campos Neto, como o melhor do mundo. Senador Plínio Valério (PSDB-AM) diz que prêmio é motivo de orgulho e mais um motivo para o Congresso Nacional assegurar condições de independência para o banco. Proposta já foi aprovada no Senado e aguarda votação na Câmara dos Deputados. A reportagem é de Bruno Lourenço.

11/01/2021, 15h50 - ATUALIZADO EM 11/01/2021, 15h51
Duração de áudio: 01:25
Foto: bcb.gov.br

Transcrição
LOC: AUTOR DO PROJETO DE AUTONOMIA DO BANCO CENTRAL COMEMORA ELEIÇÃO DO PRESIDENTE DO BC BRASILEIRO COMO O MELHOR DO MUNDO. LOC: SENADOR PLÍNIO VALÉRIO, DO PSDB DO AMAZONAS, DIZ QUE PRÊMIO É MOTIVO DE ORGULHO E MAIS UMA RAZÃO PARA O CONGRESSO NACIONAL ASSEGURAR CONDIÇÕES DE INDEPENDÊNCIA PARA O BANCO. A REPORTAGEM É DE BRUNO LOURENÇO: (Repórter) Plínio Valério diz que o reconhecimento dado pela revista The Banker ao presidente do Banco Central brasileiro, Roberto Campos Neto, como o melhor do mundo, deve ser entendido como um estímulo para a aprovação da autonomia da instituição. O senador do PSDB do Amazonas diz que o Congresso Nacional deve aproveitar o momento para dar uma sinalização aos investidores. (Plínio Valério) A eleição do Roberto Campos como melhor banco central do mundo é motivo de orgulho para o Brasil, porque isso quer dizer que os investidores externos e internos podem ter a segurança agora de que há uma boa gestão. E passe a confiar. E confiando os investimentos virão. (Repórter): Plínio Valério diz que a proposta dele que cria mandatos fixos para a diretoria do Banco Central vai reafirmar os compromissos da atual gestão. (Plínio Valério) E a gente tem que fazer com que o projeto seja votado sim, porque não tem esse negócio de “ah, o presidente não vai botar em votação”... temos que respeitar o senado, nos fazer respeitar. Exigir que se vote. Sim ou não mas tem que votar. Motivo de alegria para todos nós e reforça nosso projeto de autonomia do Banco Central. (Repórter): O projeto de lei de autonomia do Banco Central já foi aprovado no Senado e aguarda a votação na Câmara. O objetivo central é blindar as decisões do banco de interferências externas. Da Rádio Senado, Bruno Lourenço. PLP 19 de 2019

Ao vivo
00:0000:00