Sessão temática

Senadores vão debater aumento do desmatamento na Amazônia

O Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (2) requerimento para realização de sessão de debates temáticos sobre o aumento das queimadas e do desmatamento na Amazônia. O objetivo é analisar novas informações divulgadas sobre a situação do meio ambiente na região. As informações com a repórter Raquel Teixeira, da Rádio Senado.

02/12/2020, 20h12 - ATUALIZADO EM 02/12/2020, 20h19
Duração de áudio: 01:26
 Amazonia 29 08 2019   Operação Verde Brasil, Rondônia Brigadistas do Prevfogo/Ibama participam de operação conjunta para combater incêndios na Amazônia em 2019 Foto: Vinícius Mendonça/Ibama
Foto: Vinícius Mendonça/Ibama

Transcrição
LOC: SENADO TERÁ SESSÃO DE DEBATES COM ESPECIALISTAS SOBRE O AUMENTO DAS QUEIMADAS E DO DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA. LOC: OBJETIVO É EXPOR INFORMAÇÕES TÉCNICAS CONFIÁVEIS SOBRE A SITUAÇÃO DA REGIÃO DA FLORESTA PARA CIDADÃOS BRASILEIROS E COMUNIDADE INTERNACIONAL. REPÓRTER RAQUEL TEIXEIRA. TEC: Diante da pressão internacional acerca da necessidade de proteção ambiental no país, o senador Luis Carlos Heinze, do PP do Rio Grande do Sul, quer demonstrar com dados técnicos que os agricultores brasileiros também ajudam a preservar a natureza, além de serem responsáveis pela alimentação de grande parte da população mundial. Estariam previstas no encontro as presenças de especialistas em pesquisa e desenvolvimento ambiental de entidades como Embrapa, Ibama e Universidade Federal do Amazonas. Mas a senadora Eliziane Gama, do Cidadania do Maranhão, afirmou que é preciso equilibrar o foco das discussões, convidando entidades contrárias à política do governo. (ELIZIANE) No requerimento inicial são seis nomes e agente vem apresentando mais seis nomes para exatamente trazer o equilíbrio. Eu vejo que se a gente conseguir incluir, aí sim nós vamos ter uma audiência pública produtiva, equilibrada que possa discutir com a participação da sociedade civil. Rep: Em nome do autor do requerimento, o senador Esperidião Amin, do PP de Santa Catarina, concordou com a mudança. (AMIN) Ele deseja que haja o equilíbrio. Ele me pediu para expressamente dizer o seguinte, que ele quer uma reunião equilibrada. Como se diz lá no interior de Manhuaçu, ‘negócio está fechado brimo.’ Rep: O debate, que ainda não tem data marcada, também deve contar com a presença do vice-presidente da República, General Hamilton Mourão, que é presidente do Conselho Nacional da Amazônia Legal. Da Rádio Senado, Raquel Teixeira.

Ao vivo
00:0000:00