Distribuição das vacinas contra covid-19 está na pauta desta quinta-feira — Rádio Senado
Plenário

Distribuição das vacinas contra covid-19 está na pauta desta quinta-feira

Está na pauta desta quinta-feira (3) e poderá ser votado em sessão remota o projeto (PL 4.023/2020) que define quem terá prioridade na vacinação contra a covid-19. De autoria do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), a proposta prevê a distribuição das vacinas adquiridas com recurso federal primeiro aos grupos de risco, começando pelos idosos. O projeto ainda prevê a adoção de critérios técnicos, como dados demográficos, epidemiológicos e sanitários, bem como total transparência na distribuição das futuras vacinas. O relator da proposta é o senador Nelsinho Trad (PSD-MS). Reportagem, Iara Farias Borges.

02/12/2020, 12h38 - ATUALIZADO EM 02/12/2020, 14h12
Duração de áudio: 01:57
Foto: Stockphotos/direitos reservados

Transcrição
LOC: O PROJETO DE LEI QUE DEFINE QUEM TERÁ PRIORIDADE NA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 ESTÁ PRONTO PARA SER VOTADO. LOC: A PROPOSTA ESTÁ NA PAUTA E O SENADO PODERÁ VOTÁ-LA NA SESSÃO DESTA QUINTA-FEIRA, ÀS QUATRO HORAS DA TARDE. REPORTAGEM DE IARA FARIAS BORGES (Repórter) De autoria do senador Alessandro Vieira, do Cidadania de Sergipe, o projeto estabelece diretrizes para orientar a vacinação contra a covid-19. Segundo a proposta, a distribuição das futuras vacinas adquiridas com recurso federal vai priorizar os mais vulneráveis à covid-19. Primeiro serão vacinados os idosos; na sequência, os profissionais de saúde e os doentes crônicos; e, depois, toda a população. Para o senador Alessandro Vieira, a vacinação é importante para vencer a pandemia de covid-19 e a crise econômica gerada por ela. Ele argumentou que a imunização dos brasileiros deverá ser feita com base em critérios técnicos. (Alessandro Vieira) “Esse PL é muito importante porque passa a estabelecer parâmetros concretos, técnicos, para que você tenha a contratação e a distribuição das vacinas, que serão essenciais para que se supere tanto a crise sanitária, a crise causada pelo coronavirus, mas também a crise econômica. Tendo critérios técnicos, você vai garantir que você não tenha distribuição por pontos políticos, por força de dinheiro, enfim, tudo aquilo que costuma prejudicar os mais pobres”. (Repórter) Os critérios científicos a serem observados na distribuição das vacinas devem estar estabelecidos em regulamento. E incluem dados demográficos, epidemiológicos e sanitários, como o número de habitantes, de casos de covid-19 e de óbitos; o percentual de pessoas do grupo de risco, a taxa de hospitalização e a capacidade da rede de saúde, bem como o potencial de disseminação da doença. A proposta ainda prevê total transparência na distribuição das vacinas, com dados disponíveis na internet. O projeto já havia sido pautado para ser votado no início de outubro. - PL 4.023/2020

Ao vivo
00:0000:00