Jayme Campos é eleito presidente do Conselho de Ética — Rádio Senado
Conexão Senado

Jayme Campos é eleito presidente do Conselho de Ética

O senador Jayme Campos (Democratas-MT) foi eleito para a presidência do Conselho de Ética do Senado. Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) será o vice-presidente do colegiado. O Conselho recebe denúncias e representações contra senadores. A reportagem é de Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

25/09/2019, 12h03 - ATUALIZADO EM 25/09/2019, 12h03
Duração de áudio: 01:14
Conselho de Ética e Decoro Parlamentar realiza reunião para instalação e eleição da Mesa.\r\rSenadores  Jayme Campos (DEM-MT) e Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) são eleitos presidente e vice-presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar (CEDP).\r\rMesa:\rvice-presidente do CEDP, senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB);\rpresidente do CEDP, senador Jayme Campos (DEM-MT).\r\rFoto: Marcos Oliveira/Agência Senado
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Transcrição
LOC: O SENADOR JAYME CAMPOS, DO DEMOCRATAS DE MATO GROSSO, FOI ELEITO PRESIDENTE DO CONSELHO DE ÉTICA E DECORO PARLAMENTAR. LOC: VENEZIANO VITAL DO RÊGO, DO PSB DA PARAÍBA, SERÁ O VICE-PESIDENTE DO COLEGIADO. A REPORTAGEM É DE RODRIGO RESENDE: TÉC: O senador Jayme Campos, do Democratas de Mato Grosso, foi eleito por aclamação presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. Já o vice-presidente do colegiado é o senador Veneziano Vital do Rêgo, do PSB da Paraíba, que derrotou o Marcos do Val, do Cidadania do Espírito Santo, por 10 a 2. O Conselho de Ética recebe e analisa representações ou denúncias feitas contra senadores. Os processos podem resultar em medidas disciplinares como advertência, censura verbal ou escrita, perda temporária ou definitiva do exercício do mandato. Jayme Campos afirmou que o colegiado deve atuar com equilíbrio: (Jayme Campos): Naturalmente tem que ter muito equilíbrio, observando naturalmente o devido processo legal, o contraditório e também a ampla defesa. Agir conforme o regimento interno e a própria constituição federal. Eu acho que aqui não pode ser transformado em um conselho de revanchismo. Portanto, nos encontramos muito amadurecidos o suficiente, atuaremos de forma muito equilibrada e nenhuma decisão será tomada de forma açodada. (REP) O Conselho de Ética é formado por quinze titulares e igual número de suplentes. Os integrantes são eleitos para um mandato de dois anos e a composição respeita o princípio da proporcionalidade partidária. Da Rádio Senado, Rodrigo Resende.

Ao vivo
00:0000:00