Governo vai apresentar inventário de emissão de gases do efeito estufa — Rádio Senado

Governo vai apresentar inventário de emissão de gases do efeito estufa

LOC: O GOVERNO BRASILEIRO DECIDIU SE ANTECIPAR E VAI APRESENTAR NA PRÓXIMA REUNIÃO DA CONVENÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS, A COP 16, QUE COMEÇA EM 29 DE NOVEMBRO NO MÉXICO, O INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DO EFEITO ESTUFA NO PAÍS DE 1990 A 2005. LOC: FOI REGISTRADO UM AUMENTO DE APROXIMADAMENTE 60% EM RELAÇÃO AO PERÍODO ANTERIOR, MAS O SENADOR JEFFERSON PRAIA, DO PDT DO AMAZONAS, RECOMENDA CAUTELA NA INTERPRETAÇÃO DESTAS INFORMAÇÕES. O primeiro inventário de emissão de gases do efeito estufa do Brasil abrangeu o período de 1990 a 1994. Para a próxima reunião das partes da Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, a COP 16 que vai ocorrer de 29 de novembro a 10 de dezembro em Cancun, no México, o Brasil se comprometeu a levar dados da evolução destas emissões no período de 1995 a 2000. Como o governo Brasileiro conseguiu fechar os dados, vai levar os resultados por um período maior, até 2005, que registram um aumento de 60% nas emissões. Para o senador Jefferson Praia, que é integrante da Comissão Mista do Congresso Nacional de Mudanças Climáticas, é necessário cuidado ao tratar destes dados. Principalmente porque as mudanças no clima são um tema surgido apenas nos últimos cinco anos. (JeffersonPraia) "Primeiro porque de 2005 pra 2010 nós temos avançado pelo menos do ponto de vista onde muito mais pessoas, autoridades, governos, percebem a importância de termos políticas voltadas a essa questão relacionada à grande preocupação que temos na atualidade no nosso planeta que é a questão das mudanças climáticas." (ROGERIO) O senador do PDT amazonense esteve nas duas últimas reuniões da COP e se mostrou preocupado com as cobranças que o Brasil possa sofrer em decorrência do resultado. Para ele é necessário assegurar o desenvolvimento sustentável no Brasil, em especial na Amazônia. (JeffersonPraia) "Nós não podemos penalizar os seres humanos. Eu não quero floresta em pé sem homem em pé! Quero homem em pé e floresta em pé. Vejo com preocupação esses dados quando o Brasil vai externá-los e colocar isso no próximo encontro sem termos dados mais atuais. Acredito que nós deveremos levar sim dados mais atualizados para que nós fiquemos apenas na posição de sermos cobrados." (ROGERIO) Na reunião anual do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, ocorrido na última terça-feira, o Ministro de Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende apresentou uma estimativa das emissões brasileiras em 2009, mas que não será levada à reunião da ONU. Pelos cálculos, no ano passado, o Brasil teria emitido Mil 775 gigatoneladas de CO2, o equivalente a 33% menos que o total registrado em 2005. A queda, segundo o ministro, se deve principalmente à redução do desmatamento na Amazônia nos últimos anos, somada à manutenção do nível de crescimento de emissões nos outros setores, como a agricultura, produção de energia e na atividade industrial.
27/10/2010, 05h37 - ATUALIZADO EM 27/10/2010, 05h37
Duração de áudio: 02:34
Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00