Metrô deve receber R$ 2,8 bi em investimentos externos nos próximos anos — Rádio Senado

Metrô deve receber R$ 2,8 bi em investimentos externos nos próximos anos

LOC: DOIS BILHÕES E OITOCENTOS MILHÕES DE REAIS. É O QUE O METRÔ DE SÃO PAULO DEVE RECEBER EM INVESTIMENTOS EXTERNOS NOS PRÓXIMOS ANOS. OS FINANCIAMENTOS JÁ FORAM APROVADOS PELO SENADO, COMO INFORMA O REPÓRTER BRUNO LOURENÇO.

TÉC: O estado de São Paulo pediu e o Senado autorizou a contratação de quatro empréstimos internacionais para melhorias no metrô da capital paulista. O dinheiro, dois bilhões e oitocentos milhões de reais, virá do Banco Mundial, do Banco Interamericano de Desenvolvimento, o BID, e de instituições de crédito japonesas. O senador Eduardo Azeredo, do PSDB de Minas Gerais, destacou, na Comissão de Assuntos Econômicos, a importância do metrô como transporte de massa. E lembrou que, infelizmente, nenhuma cidade brasileira, à exceção de São Paulo, tem um metrô eficiente. Ele afirmou, inclusive, que o de Belo Horizonte não ganhou um metro de trilho a mais nos últimos sete anos. (AZEREDO): lamentavelmente apenas a cidade de são paulo tem um sistema de metrô no brasil. os outros, seja Rio, Salvador, Recife, BH, Brasília, Fortaleza, são apenas iniciais, sistemas incipientes para a demanda necessária. (REP) Eduardo Suplicy, do PT de São Paulo, elogiou os investimentos externos para a capital de seu estado, ainda mais com a proximidade da Copa do Mundo no Brasil. Mas disse que muito ainda precisa ser feito. (SUPLICY): em que pesem esses esforços, ainda estamos aquém de cidades como cidade do México, Shangai, Tóquio, Pequim, e outros, que tem um sistema de transporte, dentre os países em desenvolvimento, são mais avançados que o nosso. (REP) Além do dinheiro para o metrô, o Senado aprovou outros dois empréstimos internacionais para o estado de São Paulo. Um, de cerca de 150 milhões de reais para apoiar famílias que vivem na zona rural do estado a venderem sua produção. E outro, em torno de 120 milhões de reais, para incentivar projetos que ampliem a produção e utilização de água de reuso de estações de tratamento de esgotos, de limpeza pública e de irrigação, bem como projetos e ações para redução de perdas de água. Da Rádio Senado, Bruno Lourenço.
12/07/2010, 12h50 - ATUALIZADO EM 12/07/2010, 12h50
Duração de áudio: 02:04
Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00