Diretrizes

atualizado em 02/10/2015 19h27

O Senado Federal é uma instituição basilar e fundamental para a democracia brasileira. Portanto, deve se comunicar de forma ética e transparente, promovendo a informação e a
educação da população.

Além disso, outras diretrizes devem ser observadas para o desenvolvimento de ações de comunicação institucional (campanhas, eventos, peças isoladas – cartazes, banners, páginas na internet etc.).

São elas:

- as mensagens devem visar, direta ou indiretamente, à cidadania;

- as decisões de comunicação institucional devem se pautar por dados, informações ou
conhecimentos técnicos concretos;

- a mensagem não deve depreciar a imagem do Senado Federal, seja de forma oral, visual ou escrita;

- nenhuma mensagem deve usar calões (palavrões);

- não usar do exagero nas informações;

- não usar o tom autoritário;

- evitar o uso de termos em língua estrangeira quando for possível a substituição por um sinônimo em língua portuguesa;

- evitar o uso do coloquialismo ou formas diferentes da norma culta da língua portuguesa, salvo quando for necessário para a compreensão ou caracterização da mensagem.

Elementos gráficos e conceituais a serem respeitados:

A caracterização da identidade do emissor de uma mensagem vai além do uso da sua marca gráfica.
Elementos de identidade estão presentes nas cores, na tipografia e nas imagens selecionadas.

Código da marca

O primeiro e principal elemento gráfico a ser respeitado em qualquer trabalho institucional deve ser a marca da instituição. Dessa forma, absolutamente todas suas diretrizes de aplicação, definidas neste manual, devem ser seguidas fielmente.