Pandemia

Relatório do TCU identifica mais de 620 mil que receberam auxílio indevidamente

02:06Relatório do TCU identifica mais de 620 mil que receberam auxílio indevidamente

Transcrição LOC: MAIS DE 620 MIL PESSOAS RECEBERAM AUXÍLIO EMERGENCIAL DO GOVERNO SEM TEREM DIREITO AO BENEFÍCIO LOC: É O QUE MOSTRA RELATÓRIO DIVULGADO PELO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. REPÓRTER REGINA PINHEIRO TÉC: O Tribunal de Contas da União divulgou o seu primeiro relatório sobre Acompanhamento de dados relacionados às ações de combate à Covid-19 nas áreas de Assistência Social, Previdência Social e Gestão Tributária. Os dados indicam que mais de 620 mil pessoas tiveram acesso ao auxílio emergencial, sem possuírem os requisitos para receber o benefício. O Tribunal efetuou cruzamento de dados da folha de pagamento do mês de abril, em parceria com o Ministério da Cidadania e a Dataprev, e encontrou várias situações que impedem o recebimento do dinheiro. Entre os principais fatores de impedimento estão a renda acima do limite e o acúmulo de benefícios. O Presidente da Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle, senador Rodrigo Cunha, do PSDB de Alagoas disse que o trabalho do Tribunal de Contas é meritório por jogar luz no problema do mau uso do dinheiro público, que precisa ser sanado de forma contundente, ainda mais em um momento de calamidade como o da pandemia. (Rodrigo) É importante registrar o importante trabalho que o Tribunal de Contas da União está fazendo para identificar, de maneira minuciosa, as brechas que existem na distribuição da renda básica emergencial. Esse benefício, que é de extrema importância, para que milhões de brasileiros sobrevivam a essa crise. É inadmissível, não dá para compreender como esse dinheiro é extraviado e vá parar nas mãos de quem não precisa. Enquanto, do outro lado, nós temos uma quantidade de brasileiros que estão em uma situação de vulnerabilidade, ainda maior pelo momento que estamos passando. (Rep) O TCU assinou um acordo com o Ministério da Cidadania para enviar as inconsistências no pagamento do auxílio emergencial assim que forem detectadas, sem que haja necessidade de se esperar uma decisão do Tribunal. O Ministério da Cidadania envia os dados para a Dataprev que faz a verificação dos CPFs. Confirmado o pagamento indevido, ele será suspenso. Da Rádio Senado, Regina Pinheiro

Mais de 620 mil pessoas receberam auxílio emergencial do governo sem terem direito ao benefício. A informação está no primeiro relatório do Tribunal de Contas da União sobre as ações de combate à covid-19 nas áreas de Assistência Social, Previdência Social e Gestão Tributária. Reportagem de Regina Pinheiro.

TÓPICOS:
Alagoas  Assistência Social  Auxílio emergencial  Cidadania  covid-19  Fiscalização  pandemia  Previdência  PSDB  Senador Rodrigo Cunha  TCU  Trabalho  Transparência  Tribunal de Contas da União  União 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo