Meio Ambiente

Presidente da CMA critica política ambiental do governo

02:43Presidente da CMA critica política ambiental do governo

Transcrição LOC: O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE, SENADOR FABIANO CONTARATO, DA REDE SUSTENTABILIDADE DO ESPÍRITO SANTO, CRITICOU A POLÍTICA AMBIENTAL DO GOVERNO. LOC: ELE FEZ UMA REFLEXÃO SOBRE SITUAÇÃO AMBIENTAL DO PAÍS NO DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE, CELEBRADO NESTA SEXTA-FEIRA. REPORTAGEM DE IARA FARIAS BORGES. (Repórter) Criado em 1972 pela Organização das Nações Unidas, o Dia Mundial do Meio Ambiente é uma data para alertar a sociedade sobre o perigo para o ser humano do descuido com o planeta. E o presidente da Comissão de Meio Ambiente, senador Fabiano Contarato, da Rede Sustentabilidade do Espírito Santo, fez um balanço da situação ambiental no país. Ele destacou que viver num meio ambiente equilibrado é um direito essencial garantido pela Constituição. E lamentou as decisões do governo, que comprometem o meio ambiente. (Fabiano Contarato) “Neste Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, nós chegamos numa data de uma forma muito triste no Brasil. Estamos presenciando um verdadeiro desmonte na área ambiental. O meio ambiente está sendo vilipendiado com condutas negacionistas no comportamento do governo federal, que acabou com a Secretaria de Mudanças Climáticas, que acabou com o plano de combate ao desmatamento, que acabou com o departamento de educação ambiental. É um governo que criminaliza ONGs, funcionários do Ibama e do CMBio sofrem por assédio moral, a população indígena está sendo dizimada”. (Repórter) O presidente da Comissão de Meio Ambiente também criticou a liberação de agrotóxicos – só em 2019, foram mais de 500 novos pesticidas. Para ele, o atual ministro do Meio Ambiente torna normal a prática de crimes ambientais. (Fabiano Contarato) “O ministro do Meio Ambiente falar, em uma reunião pública com todos os ministros e presidente da República, que é necessário aproveitar o momento do covid para passar, aspas, a boiada, e flexibilizar a legislação ambiental, é estarrecedor, é inadmissível. Ele fala como se fosse mesmo normal tudo o que já fizeram. Um comportamento que incentiva a grilagem, que vai contra a sustentabilidade. Nós não podemos admitir anistia de desmatadores, incentivo à grilagem, apoio a armar a população em terras rurais, tudo com muita barbárie”. (Repórter) Contarato lembrou ainda que cuidar da natureza é defender a vida. Neste ano, a ONU celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente com atividades virtuais por causa da pandemia de covid-19. A programação em todo o mundo busca refletir sobre o momento atual, lembrar sobre a interdependência entre a saúde humana e a do planeta e buscar medidas para melhorar o mundo após a pandemia. Da Rádio Senado, Iara Farias Borges.

O presidente da Comissão de Meio Ambiente, Fabiano Contarato (REDE-ES), fez uma reflexão sobre a situação ambiental do Brasil, em razão do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado neste 5 de junho. Contarato criticou o que considera “desmonte” de órgãos, instituições e da regulação ambiental, que gera grilagens, desmatamento e anistia a criminosos ambientais. Neste ano, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) promove atividades virtuais em comemoração à data com uma programação que busca refletir sobre o momento atual, lembrar a interdependência entre a saúde humana e a do planeta e buscar medidas para melhorar o mundo após a pandemia. A reportagem é de Iara Farias Borges, da Rádio Senado.

TÓPICOS:
Agrotóxicos  Comissão de Meio Ambiente  Constituição  covid-19  Desmatamento  Educação  Espírito Santo  Ibama  Meio Ambiente  Mudanças Climáticas  ONGs  ONU  pandemia  pandemia de covid-19  Podemos  Política  Presidente da República  Rede  Rede Sustentabilidade  Saúde  Senador Fabiano Contarato  Sustentabilidade  CMA 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo