Comissões

CMO aprova MP que libera ajuda para beneficiários do BPC e do Bolsa Família de Brumadinho

02:24CMO aprova MP que libera ajuda para beneficiários do BPC e do Bolsa Família de Brumadinho

Transcrição LOC: COMISSÃO MISTA DE ORÇAMENTO APROVA MEDIDA PROVISÓRIA QUE LIBEROU AJUDA PARA BENEFICIÁRIOS DO BPC E BOLSA-FAMÍLIA DE BRUMADINHO. LOC: DEPUTADOS E SENADORES TAMBÉM AUTORIZARAM REMANEJAMENTO DO AUXÍLIO-MORADIA DO PODER JUDICIÁRIO PARA DESPESAS DE CUSTEIO. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN TÉC: A Medida Provisória 874 foi editada dois meses após o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho. Aprovada por unanimidade pela Comissão Mista de Orçamento, a MP determinou o pagamento de R$ 600 em uma única parcela para os moradores da cidade inscritos no Programa Bolsa-Família e no Benefício de Prestação Continuada. Segundo o relator, senador Carlos Viana, do PSD de Minas Gerais, mais de 2.200 pessoas já receberam a ajuda do governo federal. (Viana) A medida provisória votada agora é apenas um aspecto legal. As famílias que recebem o BPC, especialmente os idosos, e as da Bolsa Família terão reforço muito importante no rendimento lá em Brumadinho, uma vez que a cidade, além da tragédia do rompimento da barragem, ela também viveu um esvaziamento no comércio, esvaziamento das fontes de renda dos moradores. É uma forma de nós contribuímos para que essas pessoas mais humildes, essas famílias mais simples, tenham uma oportunidade melhor de superar essa fase ruim. REP: A Comissão Mista de Orçamento também aprovou a liberação de mais de R$ 236 milhões para as Justiça Federal, Eleitoral, do Trabalho, do Distrito Federal e dos Territórios, para o Ministério Público da União e para o Conselho Nacional de Justiça. O dinheiro será usado na construção e reforma de edifícios do Judiciário e no pagamento de despesas com manutenção e custeio. O relator, senador Alessandro Vieira, do Cidadania de Sergipe, explicou que 60% dos recursos liberados serão remanejados do fim do auxílio-moradia do Judiciário após aprovação do aumento salarial da categoria no ano passado. (Alessandro) Na verdade, ele foi compelido a fazer isso após aquela decisão do ministro Fux em que depois da negociação salarial, se suspendeu o direito à percepção de auxílio-moradia involuntário. Como você já tinha orçamento previsto para isso, foi possível fazer um remanejamento atendendo a demandas que eles têm vinculadas à questão de custeio. REP: A Comissão também aprovou a liberação de mais de R$ 300 mil para a Justiça Federal e para o Ministério da Educação. Os dois créditos serão votados ainda pelo Congresso Nacional e a MP de Brumadinho pelos Plenários da Câmara e do Senado. Da Rádio Senado, Hérica Christian

Aprovada por unanimidade pela Comissão Mista de Orçamento, a MP 874 liberou o pagamento de R$ 600 em uma única parcela para os moradores de Brumadinho que recebem o Bolsa-Família e o BPC. Segundo o relator, senador Carlos Viana (PSD-MG), mais de 2.200 pessoas já receberam a ajuda do governo federal. A CMO também aprovou a liberação de mais de R$ 236 milhões para o Judiciário, Ministério Público da União e o Conselho Nacional de Justiça. O relator, senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), explicou que 60% dos recursos vieram do fim do auxílio-moradia após aprovação do aumento salarial da categoria no ano passado. A reportagem é Hérica Christian, da Rádio Senado.

TÓPICOS:
Bolsa Família  Cidadania  CMO  Comércio  Comissão Mista de Orçamento  Congresso Nacional  Conselho Nacional de Justiça  Distrito Federal  Educação  Família  Idosos  Judiciário  Justiça  Justiça Federal  Medida Provisória  Minas Gerais  Ministério da Educação  Ministério Público  Moradia  Orçamento  PSD  Senador Alessandro Vieira  Senador Carlos Viana  Sergipe  Trabalho  União  Comissões 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo