Comissões

Senadores divergem sobre CPI para Lava Jato

02:01Senadores divergem sobre CPI para Lava Jato

Transcrição LOC: CID GOMES DEFENDE CPI PARA INVESTIGAR INVASÃO NOS CELULARES DE AUTORIDADES E TROCA DE MENSAGENS ENTRE O MINISTRO SÉRGIO MORO E PROCURADORES DA LAVA JATO. LOC: MAS ALVARO DIAS, CONTRÁRIO À INICIATIVA, AVALIA QUE NÃO CABE COMISSÃO PARLAMENTAR DE INQUÉRITO. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN TÉC: O senador Cid Gomes, do PDT do Ceará, disse que vai coletar assinaturas para instalar no Senado uma CPI destinada a investigar a invasão nos celulares do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e de procuradores da Lava Jato. Segundo ele, os responsáveis pela quebra dos sigilos devem ser identificados ao citar que ele próprio foi vítima de uma tentativa de um hacker. Cid Gomes também quer apurar a veracidade das mensagens supostamente trocadas por Moro e pelo procurador Deltan Dallagnol. Ele destacou que se confirmada a autenticidade os dois teriam feito um conluio dentro da Operação Lava Jato. (Cid) Nessa história toda há dois malfeitos. Um malfeito: estão invadindo o celular dos outros, isso precisa ser investigado. O outro malfeito: há uma exposição de conversas. E são verdadeiras apontam para um conluio de integrantes do Poder Judiciário, de um juiz com um promotor. Esses dois agentes vocês não podem trabalhar mancomunados sob pena de você não ter mais justiça. REP: Mas o senador Alvaro Dias, do Podemos do Paraná, não acredita na instalação dessa CPI. Ele argumentou que a Polícia Federal já está investigando a invasão ao celular do procurador. Para Alvaro Dias, a CPI teria o foco de tentar acabar com a Lava Jato. (A.Dias) Eu acho que cabe investigar quem hackeou. Investigar quem está colocando na cadeia ladrão, eu creio que é uma forma de intimidação que não tem como obter apoio aqui. Eu só assino CPI para investigar corrupção e corrupto. Não assino CPI para investigar quem combate a corrupção e coloca ladrão na cadeia. REP: O senador Cid Gomes também deve apresentar um projeto para impedir que o juiz que tenha instruído o processo seja o mesmo que julgará o caso. Ele argumenta que o segundo magistrado terá mais isenção na hora de proferir a sentença. Da Rádio Senado, Hérica Christian.  

O senador Cid Gomes (PDT-CE) quer uma CPI para investigar a invasão nos celulares do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e de procuradores da Lava Jato e para apurar também a veracidade das mensagens supostamente trocadas por Moro e pelo procurador Deltan Dallagnol. Mas o senador Alvaro Dias (Podemos-PR) não acredita na instalação da CPI ao afirmar que seria uma tentativa de acabar com a Operação Lava Jato. Repórter da Rádio Senado, Hérica Christian.

TÓPICOS:
CE  Ceará  Comissão Parlamentar de Inquérito  Corrupção  CPI  História  Judiciário  Justiça  Operação Lava Jato  Paraná  PDT  Podemos  Polícia Federal  PR  Senador Alvaro Dias  Senador Cid Gomes  Comissões 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo