Senado aprova empréstimos internacionais para Amazonas, Sergipe, Paraná e Pará — Rádio Senado
Plenário

Senado aprova empréstimos internacionais para Amazonas, Sergipe, Paraná e Pará

O Senado aprovou pedidos de empréstimos internacionais para os estados do Amazonas (MSF 52/2022), Sergipe (MSF 49/2022), Pará (MSF 55/2022), e Paraná (MSF 57/2022). Recursos serão investidos em modernização da estrutura administrativa, saúde, saneamento e reassentamento de famílias em situações de vulnerabilidade. Jader Barbalho (MDB-PA) lembrou que investir em água tratada é cuidar da saúde da população.

05/09/2022, 12h31 - ATUALIZADO EM 05/09/2022, 12h33
Duração de áudio: 01:29
Getty Images/iStockphoto/direitos reservados

Transcrição
O SENADO APROVOU PEDIDOS DE EMPRÉSTIMOS INTERNACIONAIS PARA OS ESTADOS DO AMAZONAS, SERGIPE, PARÁ E PARANÁ. OS RECURSOS SERÃO INVESTIDOS EM MODERNIZAÇÃO DA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA, SAÚDE, SANEAMENTO E REASSENTAMENTO DE FAMÍLIAS EM SITUAÇÕES DE VULNERABILIDADE. REPÓRTER BRUNO LOURENÇO. O estado do Amazonas vai receber do Bid, Banco Interamericano de Desenvolvimento, 80 milhões de dólares para aplicação em obras de saneamento e para realocação de famílias que vivem em áreas de risco na capital Manaus. O Pará conseguiu 100 milhões de dólares junto ao BID para projetos de água potável, esgoto e tratamento na área metropolitana da capital, como explicou o senador Jader Barbalho, do MDB do Pará. Aqui, o meu estado e a capital, com a Área Metropolitana, que inclui, além de Belém, os Municípios de Ananindeua e Marituba, padecem desse problema, desse grave problema de abastecimento, de entrega de água tratada para a nossa população. E os que conhecem de administração pública e de saneamento básico sabem que água tratada é sinônimo de saúde pública. O estado de Sergipe também teve financiamento do BID aprovado pelo Senado. Serão 27 milhões e novecentos mil dólares para modernizar a máquina administrativa. Já o Paraná recebeu a autorização para contratar junto ao Banco Mundial 130 milhões de dólares. Dois terços dos recursos deverão ir para a ampliação e qualificação da rede hospitalar. O empréstimo também será utilizado para aumentar a oferta de serviços digitais e dar mais eficiência ao processamento de licenças ambientais e de uso e outorga de água. Da Rádio Senado, Bruno Lourenço.

Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00