Rodrigo Pacheco crê em acordo sobre PEC Emergencial — Rádio Senado
Votações

Rodrigo Pacheco crê em acordo sobre PEC Emergencial

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse que vai tentar um acordo para a votação da PEC Emergencial (PEC 186/2019), na quinta-feira (26), em pontos polêmicos como o fim de gastos obrigatórios com saúde e educação. Rodrigo Pacheco também afirmou que alta no preço dos combustíveis é um assunto que merece toda a atenção de instituições como o Congresso Nacional.

23/02/2021, 20h00 - ATUALIZADO EM 23/02/2021, 20h00
Duração de áudio: 01:34
Foto: Marcos Brandão/Senado Federal

Transcrição
LOC: O PRESIDENTE DO SENADO, RODRIGO PACHECO, DISSE QUE VAI TENTAR UM ACORDO PARA A VOTAÇÃO DA PEC EMERGENCIAL, NA QUINTA-FEIRA, EM PONTOS POLÊMICOS COMO O FIM DE GASTOS OBRIGATÓRIOS COM SAÚDE E EDUCAÇÃO. LOC: RODRIGO PACHECO TAMBÉM AFIRMOU QUE ALTA NO PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS É UM ASSUNTO QUE MERECE TODA A ATENÇÃO DE INSTITUIÇÕES COMO O CONGRESSO NACIONAL. REPÓRTER BRUNO LOURENÇO. TÉC: O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, admitiu que a posição do relator, Márcio Bittar, do MDB do Acre, de permitir que governadores e prefeitos possam mexer nos percentuais mínimos obrigatórios com educação e saúde não é consensual. Rodrigo Pacheco espera conseguir um acordo em torno da PEC Emergencial. Mas, se não for possível, a maioria decidirá. (Pacheco): Já houve manifestação de senadores, inclusive de líderes partidários, a princípio contrários a essa ideia. O que vamos propor é que sentar os líderes partidários. Para entender o alcance dessa desvinculação e se ela vai ser mantida ou não no texto. Não vai ser imposta a posição do senador Márcio Bittar nem minha própria posição em relação a isso. Mas vamos ouvir o plenário e entender se é um ponto que vai estar na PEC ou não. Isso vamos amadurecer de hoje para amanhã. (Repórter): Rodrigo Pacheco afirmou ainda que o Congresso Nacional está atento à alta no preço dos combustíveis. (Pacheco): Essa é uma questão importante de reação que precisa ser dada pelas instituições brasileiras, pelo governo, pelo Congresso Nacional. Buscar conter essa alta de combustíveis. Que é essencial para o desenvolvimento para o país, conter essa alta nos combustíveis. Mas não foi um assunto tratado na data de ontem, nas reuniões que fizemos. Ontem tratamos muito de vacina e auxílio emergencial. Mas essa, evidentemente, é uma pauta de prioridade também do Congresso Nacional. (Repórter): A PEC Emergencial cria mecanismos de ajuste fiscal e abre espaço para a retomada do pagamento do auxílio emergencial. Da Rádio Senado, Bruno Lourenço.

Ao vivo
00:0000:00