Análises do VAR podem ser divulgadas ao vivo nas transmissões — Rádio Senado
Futebol

Análises do VAR podem ser divulgadas ao vivo nas transmissões

Os áudios das conversas entre árbitros e assistentes no momento do VAR poderão ser divulgados durante a transmissão ao vivo das partidas de futebol no Brasil (PL 5926/2019). O autor do projeto, senador Nelsinho Trad (PSD-MS) afirma que a ideia é ter transparência total. A narradora Isabelly Morais destaca que o VAR colabora para que os resultados das partidas sejam justos. A reportagem é de Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

21/01/2021, 14h16 - ATUALIZADO EM 21/01/2021, 14h16
Duração de áudio: 03:09
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Transcrição
LOC: OS ÁUDIOS DAS DISCUSSÕES ENTRE ÁRBITROS E ASSISTENTES NO MOMENTO DE ANÁLISE DO VAR DEVEM SER DIVULGADOS PARA EMISSORAS DE RÁDIO E TV QUE ESTEJAM TRANSMITINDO O EVENTO AO VIVO. LOC: ESSE É O OBJETIVO DE PROJETO EM DEBATE NA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE DO SENADO. REPÓRTER RODRIGO RESENDE (Repórter) O segundo jogo entre Palmeiras e River Plate pela semifinal da Copa Libertadores de 2020 teve uma série de intervenções do VAR, sistema que permite ao árbitro a revisão de lances com auxílio da tecnologia. Outro árbitro comanda o aparato tecnológico em uma cabine e conversa com o árbitro principal do campo durante a análise. A decisão final é sempre deste árbitro no campo. Para a narradora da Band, Isabelly Morais, a tecnologia ajuda ao evitar erros que muitas vezes eram ignorados e decidiam partidas e até campeonatos: (Isabelly Morais) E a gente já acompanhou muitos campeonatos decididos por erros de arbitragens, expulsões, lances polêmicos, a gente pode montar uma coletânea d erros de arbitragens, não só no futebol brasileiro mas no futebol mundial. E se a gente tem uma tecnologia que ajuda a minimizar esses erros o máximo possível eu acho um ponto superpositivo. (Repórter) Mas ainda que o VAR evite erros, muitas de suas análises ainda são polêmicas. O toque de mão intencional ou não, o pênalti dado ou ignorado pelo choque entre jogadores ter sido lance normal de jogo. E ainda os impedimentos milimétricos. Para deixar ainda mais transparente a forma como são feitas as decisões dos juízes, o senador Nelsinho Trad, do PSD de Mato Grosso do Sul, apresentou um projeto que obriga a divulgação dos áudios das conversas dos árbitros no momento da análise do VAR: (Nelsinho Trad) É a busca da transparência total que carece muito dentro do esporte. Eu entendo que isso veio pra ficar e assim como na Confederação Sulamericana de futebol que esses áudios já são públicos nós entendemos que no Brasil deve acompanhar na busca da transparência total da sua interpretação. (Repórter) Os áudios seriam divulgados para os veículos de comunicação, seja TV, Rádio ou Internet, que estejam transmitindo ao vivo aquela partida de futebol. E essa divulgação poderia ajudar também os narradores que muitas vezes sofrem com a demora da decisão dos juízes e precisam preencher o tempo vazio entre o fato e a análise do VAR. Mas a narradora Isabelly Morais até gosta desse suspense: (Isabelly Morais) Eu brinco que aquela caminhada do árbitro para rever o lance na TV, na hora que ele volta pro campo, para ele decidir se é cartão vermelho ou se não é, pra decidir se é pênalti ou não, se vai validar o gol, é um mix de terror, de esperança, de suspense, é um outro elemento para o jogo. Para quem está transmitindo é novo pra gente também que conduz a partida, mas eu gosto, gera essa sensação gostosa de tensão para você passar para o seu telespectador ou pro seu ouvinte. (Repórter) O projeto será analisado pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte, onde tem a relatoria da Senadora Leila Barros, do PSB do Distrito Federal. Se aprovado na CE, será enviado para análise na Câmara dos Deputados. PL 5926/2019

Ao vivo
00:0000:00