Projeto

Senadores cobram votação da nova Lei do Gás

Senadores Lasier Martins (Podemos-RS) e Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) cobram votação da nova lei do gás (PL 4476/2020). A proposta tem o objetivo de baratear os preços para o consumidor e foi aprovada pelos deputados no início de setembro. A reportagem é de Bruno Lourenço.

26/11/2020, 12h28 - ATUALIZADO EM 26/11/2020, 12h28
Duração de áudio: 01:26
Foto: Stockphotos/direitos reservados

Transcrição
LOC: SENADORES COBRAM VOTAÇÃO DA NOVA LEI DO GÁS. LOC: PROPOSTA TEM O OBJETIVO DE BARATEAR OS PREÇOS PARA O CONSUMIDOR E FOI APROVADA PELOS DEPUTADOS NO INÍCIO DE SETEMBRO. REPÓRTER BRUNO LOURENÇO. (Repórter) O novo marco regulatório para o gás quer cortar os preços para o consumidor por meio da ampliação da oferta dos serviços. O transporte de gás natural, hoje admitido apenas após uma licitação, seria simplificado, bastando uma autorização. O senador Oriovisto Guimarães, do Podemos do Paraná, acredita que a entrada de mais investimentos em gasodutos vai reduzir os preços não apenas do gás utilizado por indústrias, mas também dos botijões domésticos. Outro senador do Podemos, Lasier Martins, do Rio Grande do Sul, fez um apelo à Mesa do Senado. (Lasier Martins) Que o mais breve possível venha para a pauta o PL 4476, o marco regulatório do gás, que trata de tantos pontos importantes, como transporte, importação, exportação, distribuição, comercialização. Faço este pedido em nome de várias empresas gaúchas, também extensivo aos brasileiros e, em particular, à nossa Fiergs. (Repórter): Oriovisto Guimarães apresentou emenda ao texto votado na Câmara para igualar o biometano ao gás natural e assim ter acesso aos gasodutos. Já Lasier Martins quer alterar o projeto para reverter a exclusão de municípios vizinhos a plataformas continentais da lista de beneficiários de royalties de petróleo e gás. PL 4476/2020

Ao vivo
00:0000:00