CPI da Previdência tem sua primeira reunião de trabalho no Senado — Rádio Senado
CPI

CPI da Previdência tem sua primeira reunião de trabalho no Senado

Em sua primeira reunião de trabalho, a CPI da Previdência aprovou mais de cem requerimentos. Entre eles, os que convidam os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira. A primeira audiência será nesta quarta-feira (02), à tarde.

O senador José Pimentel (PT – CE), que foi ministro da Previdência entre 2008 e 2010, quer acesso às informações de auditorias feitas pelo Tribunal de Contas da União, de investigações realizadas pela Polícia Federal e os dados do extinto Ministério da Previdência, que agora estão em poder do Ministério da Fazenda.

Já o  senador Lasier Martins (PSD – RS) antes de ser contrário ou favorável à Reforma da Previdência, quer conhecer a realidade do Instituto.

02/05/2017, 13h10 - ATUALIZADO EM 02/05/2017, 13h51
Duração de áudio: 02:27
Edilson Rodrigues/Agência Senado

Transcrição
LOC: EM SUA PRIMEIRA REUNIÃO DE TRABALHO, A CPI DA PREVIDÊNCIA APROVOU MAIS DE CEM REQUERIMENTOS. LOC: ENTRE ELES, OS QUE CONVIDAM OS MINISTROS DA FAZENDA, HENRIQUE MEIRELLES; E DO PLANEJAMENTO, DYOGO OLIVEIRA. A PRIMEIRA AUDIÊNCIA SERÁ NESTA QUARTA-FEIRA, À TARDE. INFORMAÇÕES COM A REPÓRTER IARA FARIAS BORGES: TÉC: Além de convidar autoridades e especialistas, os requerimentos aprovados pela Comissão Parlamentar de Inquérito da Previdência solicitam informações. Por exemplo, que o Ministério da Fazenda forneça a memória de cálculo dos gastos tributários e renúncias fiscais desde 1995. O senador José Pimentel, do PT do Ceará, que foi ministro da Previdência entre 2008 e 2010, quer acesso às informações de auditorias feitas pelo Tribunal de Contas da União, de investigações realizadas pela Polícia Federal e os dados do extinto Ministério da Previdência, que agora estão em poder do Ministério da Fazenda. (José Pimentel) “Nós queremos fazer um trabalho técnico, profundo, para que no dia de amanhã não volte esse ou aquele governo dizer que a Previdência Pública está quebrada. O que nós temos é uma gestão que, muitas vezes, não dá conta”. (Repórter): Antes de ser contrário ou favorável à Reforma da Previdência, o senador Lasier Martins, do PSD gaúcho, disse que quer conhecer a realidade. (Lasier Martins) “Eu não tenho predisposição, preconcepção, preconceito; eu quero saber a verdade como a maioria dos brasileiros quer”. (Repórter): Essa também é a intenção do presidente da CPI, senador Paulo Paim, do PT gaúcho. (Paulo Paim) “Não será uma CPI da Situação contra a Oposição, não será! Nós queremos esclarecer os fatos. Por isso que todos serão chamados a falar. Queremos só construir a verdade. Não estamos preocupados com nada aqui a não ser exatamente a verdade”. (Repórter): Para o relator, senador Hélio José, do PMDB do Distrito Federal, esse será o principal trabalho da CPI: esclarecer as contas da Previdência. (Hélio José) “Nós estamos aqui para ver todas as responsabilidades, se é superavitária ou se não é. Que a gente possa apresentar um plano de trabalho que não nos engesse, que nos garanta a gente ter condição de caminhar no sentido claro de abrir a caixa-preta das contas”. (Repórter): Na primeira audiência serão convidados representantes dos sindicatos Nacional de Auditores Fiscais do Trabalho, o Sinait; dos procuradores da Fazenda, o Sinprofaz; e dos Auditores-Fiscais da Receita Federal, o Sindifisco; e també da Associação Nacional dos Auditores Fiscais do Brasil, a Anfip.

Ao Vivo

Não é usuário? Cadastre-se.

Ao vivo
00:0000:00