Reportagem Especial

Faroeste Caboclo 2020

A partir da história ficcional de João de Santo Cristo e da vida real de tantos cidadãos, reportagem faz homenagem aos 60 anos de Renato Russo

“Faroeste Caboclo 2020” conta a história de cidadãos que vieram do interior para a capital do país e mostra que eventos passados por João de Santo Cristo são uma realidade ainda hoje

No final da década de 70, Renato Russo compôs uma música que é uma verdadeira crônica da vida de milhões de brasileiros daquela época: Faroeste Caboclo. A saga de João de Santo Cristo, do interior do Nordeste até a chegada na capital do país, conquistou o Brasil e os milhões de fãs da Legião Urbana.

Em 2020 Renato Russo completaria 60 anos de idade. Brasília, a cidade na qual viveu e foi cenário de muitas de suas canções, também completou seis décadas neste ano. Faroeste Caboclo é uma dessas músicas que traz inúmeras referências da cidade.

João de Santo Cristo sofreu uma série de injustiças em sua saga. Porém, o que poderia parecer apenas ficção, na verdade, é um retrato de diversas violações de direitos humanos que não ficaram restritas às décadas de 70 e 80 e perduram até hoje.

Na reportagem especial “Faroeste Caboclo 2020” você vai conhecer diversas dessas histórias: os desafios da migração do interior para os grandes centros, as dificuldades na nova capital, a discriminação social e racial, os infernos nas prisões, o contrabando e o sensacionalismo na mídia. Tudo isso tratado na música de Renato Russo, de 1979, e que continua atual.

Capítulo 1 – Sabia que aquilo ali não era o seu lugar

A história de João de Santo Cristo na música Faroeste Caboclo começa em uma cidade do interior do Nordeste. História compartilhada por milhões de brasileiros que sofrem com as muitas faltas existentes em uma cidade de pequeno porte.

Capítulo 2 – E num ônibus entrou no Planalto Central

A migração para os grandes centros é, muitas vezes, a esperança de uma mudança de vida. João de Santo Cristo veio parar em Brasília assim como o Edson, o Severino, a Isaura ...

Capítulo 3 – Discriminação por causa da sua classe e sua cor

Para entender a história de Santo Cristo e muitos de seus apuros, não dá para esquecer qual é a sua cor. João era negro. E seu sofrimento não é mera obra de ficção.

Capítulo 4 – E pro inferno ele foi pela primeira vez

A crônica musical que é Faroeste Caboclo cita diversos problemas envolvendo segurança pública. Desde o contrabando vindo da Bolívia até a violência nas prisões. Questões que não ficam só na letra da música. Estão escancaradas na nossa realidade.

Capítulo 5 – E a gente da TV que filmava tudo ali

A história de João de Santo Cristo ficou ainda mais famosa em Brasília, de acordo com a letra de Renato Russo, quando um duelo com Jeremias foi transmitido pela TV, às duas da tarde. E hoje? Quantos duelos e quanto sangue vemos em nossa TV? 

06/11/2020, 14h16 - ATUALIZADO EM 09/11/2020, 17h41
Duração de áudio: 30:00
30:00Faroeste Caboclo 2020
Sabia que aquilo ali não era o seu lugar
06:00
E num ônibus entrou no Planalto Central
06:00
Discriminação por causa da sua classe e sua cor
06:00
E pro inferno ele foi pela primeira vez
06:00
E a gente da TV que filmava tudo ali
06:00
Ao vivo
00:0000:00