Eleições EUA

Votos pelos correios podem garantir vitória a Biden nas eleições dos EUA

Quatro estados concentram as atenções dos norte-americanos neste momento da apuração das eleições presidenciais: Arizona, Nevada, Pensilvânia e Geórgia. Em dois deles a liderança é de Joe Biden, o que, caso seja confirmado, garante a eleição ao Democrata. Donald Trump precisa confirmar a liderança na Geórgia e na Pensilvânia e conquistar um outro estado para ser eleito. A disputa também está equilibrada para o Senado e para a Câmara dos Deputados. Mais informações com o repórter Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

05/11/2020, 13h54 - ATUALIZADO EM 05/11/2020, 13h54
Duração de áudio: 01:02
Foto: Stockphotos/direitos reservados

Transcrição
LOC: A APURAÇÃO DE DOIS ESTADOS NORTE AMERICANOS VEM SENDO ACOMPANHADA DE FORMA ESPECIAL NESSAS ELEIÇÕES AMERICANAS: PENSILVÂNIA E GEÓRGIA. AMBOS AINDA CONTAM OS VOTOS QUE CHEGARAM PELOS CORREIOS E ESTAO COM UMA PEQUENA VANTAGEM PARA DONALD TRUMP. LOC: CASO BIDEN CONSIGA VIRAR EM UM DESSES ESTADOS, E CONFIRME A LIDERANÇA NO ARIZONA, ESTARÁ ELEITO. MAIS INFORMAÇÕES COM O REPÓRTER RODRIGO RESENDE: (Repórter) Quatro estados concentram as atenções dos norte-americanos neste momento da apuração das eleições presidenciais: Arizona, Nevada, Pensilvânia e Geórgia. Em dois deles, Arizona e Nevada, a vantagem é de Joe Biden, que se confirmada poderá garantir a vitória ao Democrata. Donald Trump precisa confirmar a liderança na Geórgia e na Pensilvânia e conquistar um outro estado em apuração para ser eleito. Mas nos estados liderados por Trump, ainda estão sendo contados os votos enviados pelos correios e Joe Biden vem se aproximando, com possibilidade de virada. Uma vitória na Pensilvânia de Biden, por exemplo, também garante a ele a eleição. Sobre a divisão de cadeiras no Senado e na Câmara dos Deputados americana, a disputa também está apertada. Com as projeções atuais, Democratas e Republicanos teriam, cada um, 47 cadeiras no Senado. No total são 100 vagas. Já na Câmara, os Democratas estariam com 199 eleitos contra 188 dos republicanos. Da Rádio Senado, Rodrigo Resende.

Ao vivo
00:0000:00