Aviões

Senadores criticam cobrança de reserva de assento por companhia aérea

01:56Senadores criticam cobrança de reserva de assento por companhia aérea

Transcrição LOC: OS SENADORES MAGNO MALTA E LÍDICE DA MALTA CRITICARAM O ANÚNCIO DA COMPANHIA AÉREA GOL, QUE DECIDIU COBRAR PELA RESERVA DE ASSENTO. LOC: NA AVALIAÇÃO DA SENADORA LÍDICE DA MATA, A MEDIDA PREJUDICA O TURISMO BRASILEIRO. REPÓRTER MARINA FERREIRA. TÉC: Em abril do ano passado, a Agência Nacional de Aviação Civil, Anac, permitiu que as companhias aéreas cobrassem pelo valor da bagagem despachada. Agora, uma das empresas passa a ter também tarifa para quem quiser marcar o assento no momento da compra da passagem. O valor a ser pago pelo consumidor da Gol varia entre 10 e 20 reais, dependendo da classe tarifária do bilhete. Para escolher gratuitamente a poltrona, o consumidor deverá aguardar o período de check-in, ou seja, de sete dias a 45 minutos antes do voo. Na avaliação do senador Magno Malta, do PR do Espírito Santo, a iniciativa é mais uma medida que prejudica o consumidor, que já paga por outras tarifas desnecessárias. (Magno) Eu entrei com uma ação pública contra a Gol estar cobrando pela escolha do assento. Eles já vendem o assento conforto, sabe o que o conforto? É ir na porta, do lado, na janela. Eu espero que o juiz mande imediatamente suspender essa cobrança. (Rep) A senadora Lídice da Mata, do PSB da Bahia, também criticou a empresa aérea e a Anac. Segundo ela, as atuais tarifas têm interferido diretamente no turismo brasileiro. Ela cobrou uma posição mais rígida dos parlamentares sobre questões do setor aéreo. (Lídice): O Congresso Nacional precisa tomar uma decisão nem que seja duma ação coletiva contra as empresas e uma discussão a respeito de qual é o papel da Anac. Estão desta maneira inviabilizando o crescimento do turismo para os nossos estados. (Rep): Segundo comunicado divulgado pela Gol, a alteração foi feita para oferecer produtos que atendam tanto as necessidades de quem busca a menor tarifa quanto àquele passageiro que exige serviços adicionais na hora de viajar. Da Rádio Senado, Marina Ferreira.

Os senadores Magno Malta (PR-ES) e Lídice da Mata (PSB-BA) criticaram o anúncio da companhia aérea Gol de cobrar uma taxa entre R$10 e R$20 para a reserva do assento no momento da compra da passagem. O senador Magno Malta afirmou ter entrado com uma ação pública contra a medida, que, na avaliação dele, prejudica o consumidor. De acordo com Lídice da Mata, as recentes medidas anunciadas pelas companhias aéreas têm interferido negativamente no turismo. Ela atuação mais firme do poder público no setor de aviação. A reportagem é de Marina Ferreira, da Rádio Senado.

TÓPICOS:
Anac  Aviação Civil  Bahia  Congresso Nacional  Consumidor  Empresas  Espírito Santo  Estados  IR  PR  PSB  Senadora Lídice da Mata  Senador Magno Malta  Turismo 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo