Pandemia

Segue para a Câmara projeto que cria programa de ajuda financeira a escolas particulares

02:25Segue para a Câmara projeto que cria programa de ajuda financeira a escolas particulares

Transcrição LOC: SENADORES APROVAM PROGRAMA DE AJUDA FINANCEIRA PARA PEQUENAS ESCOLAS PARTICULARES AFETADAS PELA PANDEMIA. LOC: O PROJETO TAMBÉM PERMITE A SUSPENSÃO DOS CONTRATOS DE TRABALHO E DO PAGAMENTO DE IMPOSTOS FEDERAIS. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN. TÉC: Aprovado pelo Plenário, o projeto cria o Programa Nacional de Auxílio às Instituições de Ensino da Educação Básica. O chamado PRONAIEEB permitirá a suspensão do pagamento de impostos federais e dos contratos de trabalho, a redução de salário e de jornada, além da migração para o Simples Nacional, com cobrança menor de tributos para as escolas particulares afetadas pela pandemia. O projeto também prevê um repasse único da União no valor de R$ 3 bilhões para estados, munícipios e o Distrito Federal. O dinheiro será distribuído mensalmente em parcelas de R$ 3 mil a R$ 10 mil para esses estabelecimentos até o final da pandemia. Segundo a pesquisa “Megatendências”, as escolas privadas tiveram uma perda de 56% de suas receitas com a crise do novo coronavírus. O levantamento revela ainda que metade dos colégios particulares de pequeno e médio porte corre o risco de fechar após 95% do cancelamento de matrículas. A relatora, senadora Daniella Ribeiro, do PP da Paraíba, citou ainda que o aumento da inadimplência e os investimentos para as aulas online agravaram a situação financeira dessas escolas. (Daniella) Os proprietários de escolas que estão vivendo uma situação muito difícil devido à pandemia, onde houve evasão escolar e inadimplência, muitas escolas fecharam e a nossa tentativa desse projeto é fazer com que outras mais possam não fechar. REP: O autor, senador Jorginho Mello, do PL de Santa Catarina, argumentou que o programa vai evitar o fechamento de escolas e demissões. (Jorginho) As micro e pequenas escolas privadas estão precisando. Estão desesperadas, demitindo professor, o aluno desapareceu, os tributos ficaram, os salários ficaram. Então, consegui fazer uma lei negociada com o governo que vai ajudar 34 mil escolas de todo o Brasil, escolas pequenas. Até R$ 3 bilhões de crédito vai ser possível repassar, a moratória dos tributos, quatro meses de carência. REP: O projeto, que segue para a Câmara dos Deputados, estabelece como contrapartida a oferta de bolsas de estudo em 2022 pelas escolas beneficiadas. Da Rádio Senado, Hérica Christian.

O Senado aprovou o Programa Nacional de Auxílio às Instituições de Ensino da Educação Básica, que suspende o pagamento de impostos federais e os contratos de trabalho, permite a redução de salário e de jornada, além da migração para o Simples Nacional, para as escolas particulares afetadas pela pandemia. Segundo o autor, senador Jorginho Mello (PL-SC), os colégios pequenos poderão receber parcelas mensais de R$ 3 mil a R$ 10 mil. A relatora, senadora Daniella Ribeiro (PP-PB), alertou que sem essa ajuda milhares de professores correm o risco de demissão diante da possibilidade de falência das escolas pelos cancelamentos de matrículas e aumento da inadimplência. O projeto segue para a Câmara dos Deputados. As informações são da repórter Hérica Christian.

TÓPICOS:
Câmara dos Deputados  Coronavírus  Crédito  Distrito Federal  Educação  Escolas  Estados  Inadimplência  Investimentos  pandemia  Paraíba  PP  Professores  Santa Catarina  Senador Jorginho Mello  Senadora Daniella Ribeiro  Simples Nacional  Trabalho  Tributos  União 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo