Covid-19

Parlamentos de vários países querem a tecnologia da votação virtual

02:21Parlamentos de vários países querem a tecnologia da votação virtual

Transcrição LOC: PARLAMENTOS DE VÁRIOS PAÍSES JÁ PEDIRAM AO SENADO A TECNOLOGIA QUE PERMITIRÁ VOTAÇÕES VIRTUAIS COM SEGURANÇA. LOC: O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DO SENADO AFIRMA QUE O SISTEMA SERÁ USADO PARA GARANTIR A APROVAÇÃO DE TODOS OS PROJETOS NECESSÁRIOS PARA O PAÍS . REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN TÉC: O Sistema de Deliberação Remota começou a ser desenvolvido em 2018 por ocasião da greve dos caminhoneiros, que ameaçava a parar o País por falta de combustíveis e de produtos. Segundo o secretário-geral da Mesa, Luiz Fernando Bandeira, a chamada votação virtual repetirá a mesma dinâmica das deliberações presenciais em que os senadores podem discutir e votar os projetos. Ele explicou que cada parlamentar receberá senhas de acesso na hora da votação, que será certificada por meio de fotos. O presidente da sessão estará presente numa sala do Prodasen, Secretaria de Tecnologia da Informação, no Senado, para comandar a votação. Luiz Fernando Bandeira revelou que representantes de Parlamentos de outros países já pediram a tecnologia a ser usada pelo Senado para garantir a continuidade das votações. (Bandeira) Quero destacar que este êxito do Senado federal é inédito no mundo. Todos os Parlamentos mundo afora estão paralisados ou virtualmente paralisados e nós estamos conseguindo deliberar à distância para atender às necessidades do Brasil. Inclusive já recebemos contatos de alguns Parlamentos do exterior pedindo transferência de tecnologias para que eles também possam deliberar os assuntos de interesse dos seus países. REP: O presidente em exercício do Senado, Antonio Anastasia, do PSD de Minas Gerais, reafirmou que os senadores estão de plantão para votarem de forma virtual todos os projetos necessários para conter os estragos provocados pelo coronavírus na saúde da população e também na economia. (Anastasia) Vamos pela primeira vez testar o novo sistema, que foi criado no Senado, de liberação remota tendo em vista a necessidade que temos de continuar funcionando Congresso, Senado e Câmara, respondendo às necessidades do Brasil, mas compreendendo as dificuldades que temos de ter um quórum presencial tendo em vista que alguns senadores estão afastados. Então, nós vamos fazer um esforço, é um esforço muito grande da área técnica do Senado para dar essa resposta. REP: Os senadores vão participar da votação por meio de um celular ou computador com câmera. Aqueles com dificuldade de conexão poderão usar a linha telefônica. E todas as votações serão exibidas ao vivo pela Rádio e TV Senado e pelo Youtube. Da Rádio Senado, Hérica Christian

O Senado realiza nesta sexta-feira a primeira votação virtual para tratar do Decreto de Estado de Calamidade Pública. O secretário-geral da Mesa, Luiz Fernando Bandeira, afirmou que o mecanismo é seguro e que todos os senadores poderão se manifestar e votar. Ele revelou que o modelo inédito do Brasil deverá ser copiado por outros Parlamentos, que já solicitaram o compartilhamento da tecnologia. Já o presidente em exercício do Senado, Antonio Anastasia (PSD-MG), ressaltou que o Sistema de Deliberação Remota permitirá a aprovação de todos os projetos necessários ao Brasil na crise do coronavírus.

TÓPICOS:
Combustíveis  Coronavírus  Economia  Greve  Minas Gerais  Prodasen  PSD  Saúde  Segurança  Senado Federal  Senador Antonio Anastasia  Tecnologia  TV Senado 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo