Coronavírus

Isenção do IR pode subir para R$ 3 mil durante pandemia da covid-19

02:16Isenção do IR pode subir para R$ 3 mil durante pandemia da covid-19

Transcrição LOC: O TETO DE ISENÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PODE SUBIR PARA TRÊS MIL REAIS DURANTE A PANDEMIA. LOC: É O QUE PREVÊ UM PROJETO APRESENTADO PELO SENADOR JAYME CAMPOS. A MEDIDA ISENTARIA MAIS DE OITO MILHÕES DE BRASILEIROS DO IMPOSTO. A REPORTAGEM É DE MARCELLA CUNHA TÉC: Alterar as faixas de tributação do Imposto de Renda durante o período de emergência em saúde pública. É o que defende o senador Jayme Campos, do Democratas de Mato Grosso. Ele apresentou um projeto de lei que amplia para três mil reais o teto de isenção do pagamento do imposto para pessoas físicas. O valor estipulado para a declaração de 2020 é de mil novecentos e quatro reais. A mudança representaria um reajuste de mais de 57% e contemplaria oito milhões de brasileiros. Para o senador, a medida vai contribuir para preservar o poder de compra neste momento de crise. (Jayme) É fundamental, portanto, aliviarmos os encargos tributários sobre salários e rendimentos dos trabalhadores para proteger o poder de compra dos mais vulneráveis. O imposto central da difusão de desigualdades é a tabela de imposto de renda de pessoas físicas, que acumula uma defasagem de 104%nos últimos anos segundo levantamento dos auditores fiscais da Receita Federal. (REP) A proposta também altera as demais faixas do Imposto de Renda. A alíquota de 7,5% incidiria sobre quem ganha entre três mil e quatro mil e quatrocentos e cinquenta e três reais. Quem ganha acima desse valor e abaixo de 5 mil e novecentos e dez reais entraria na faixa de 15%. Pagariam 22,5% de imposto pessoas com renda entre 5 mil e novecentos e dez reais e sete mil trezentos e quarenta e nove reais. Acima disso, a última alíquota seria de 27,5%. Jayme Campos lamentou que, na prática, o brasileiro precise dedicar 5 meses de salário por ano para o pagamento da carga tributária. (Jayme) Na prática, a não correção da tabela do Imposto de Renda faz com que os brasileiros paguem mais impostos cada ano, penalizando sobretudo aqueles contribuintes de renda mais baixas. (REP) O senador citou dados da Confederação Nacional da Indústria de que 40% dos brasileiros tiveram perda na renda mensal durante a pandemia, e 77% por cento das famílias reduziram o consumo. Da Rádio Senado, Marcella Cunha PL 2.589 de 2020

O senador Jayme Campos (DEM-MT) apresentou um projeto de lei (PL 2.589/2020) que altera as faixas de tributação do Imposto sobre a Renda de Pessoas Físicas (IRPF) enquanto durar a pandemia do novo coronavírus. Ele também amplia o teto de isenção do Imposto de R$ 1.904 para R$ 3.000 mensais. Seriam beneficiados mais de oito milhões de brasileiros. Segundo Campos, o objetivo é proteger o poder de compra dos mais vulneráveis. A reportagem é de Marcella Cunha.

TÓPICOS:
Carga Tributária  Coronavírus  covid-19  DEM  Encargos  Imposto de Renda  Indústria  IR  Mato Grosso  pandemia  Receita Federal  Saúde  Saúde Pública  Senador Jayme Campos  Tributação 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo