Subcomissões

CAS pode criar subcomissões para pessoas com deficiência ou doenças raras

01:46CAS pode criar subcomissões para pessoas com deficiência ou doenças raras

Transcrição LOC: A COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS PODE CRIAR DUAS SUBCOMISSÕES PARA ASSEGURAR O TRATAMENTO ADEQUADO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA OU COM DOENÇAS RARAS. LOC: AS SUGESTÕES FORAM FEITAS PELOS SENADORES FLÁVIO ARNS, DA REDE SUSTENTABILIDADE DO PARANÁ, E MARA GABRILI, DO PSDB DE SÃO PAULO. REPÓRTER GEORGE CARDIM. (Repórter) As subcomissões de doenças raras e de pessoas com deficiência foram sugeridas pelos senadores Flávio Arns, da Rede Sustentabilidade do Paraná, e Mara Gabrili, do PSDB de São Paulo. Entre outras atividades, os colegiados devem buscar assegurar assistência adequada para essa parcela da população, promover audiências com autoridades e especialistas, além de acompanhar e sugerir projetos de lei e iniciativas para facilitar o diagnóstico e o tratamento no Sistema Único de Saúde. A senadora Mara Gabrili lembrou que milhões de brasileiros sofrem com algum tipo de doença rara, como a distrofia muscular e a esclerose múltipla, e defendeu o acesso às novas terapias e remédios. (Mara Gabrili) “há muito que a gente tem mais de 15 milhões de brasileiros com doenças raras, a gente está em um momento em que vem sido trazidas muitas novas tecnologias e novos medicamentos. Então, acho que a gente tem que trabalhar de muito perto a incorporação desses novos medicamentos, que são medicamentos que vêm salvando vidas” (Repórter) Já o senador Flávio Arns cobrou políticas públicas específicas para as pessoas com deficiência (Flávio Arns) “Para que tenhamos um foco na saúde, na previdência, na assistência e no trabalho para essa parcela da população, de todas as áreas de deficiência” (Repórter) Se aprovadas, as Subcomissões das Pessoas com Deficiência e de Doenças Raras vão funcionar vinculadas à Comissão de Assuntos Sociais do Senado.

As subcomissões de doenças raras e de pessoas com deficiência foram sugeridas pelos senadores Flávio Arns (REDE–PR) e Mara Mara Gabrili (PSDB-SP). Entre outras atividades, os colegiados devem buscar assegurar assistência adequada para esta parcela da população, promover audiências e sugerir projetos para facilitar o diagnóstico e o tratamento no Sistema Único de Saúde. Mara Gabrili lembrou que 15 milhões de brasileiros sofrem com  doenças raras, como a esclerose múltipla, e defendeu o acesso às novas terapias e remédios. Flávio Arns cobrou políticas públicas específicas para as pessoas com deficiência.

TÓPICOS:
CAS  Comissão de Assuntos Sociais  Medicamentos  Paraná  Pessoas com Deficiência  Previdência  PSDB  Rede  Rede Sustentabilidade  São Paulo  Saúde  Senador Flávio Arns  Sistema Único de Saúde  Sustentabilidade  Trabalho 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo