Aprovado rascunho final do documento da Rio+20

Aprovado rascunho final do documento da Rio+20

LOC: CENTO E NOVENTA E TRÊS PAÍSES APROVARAM O RASCUNHO FINAL DO DOCUMENTO DA RIO+20 QUE DEVE SER ASSINADO PELOS CHEFES DE ESTADO E DE GOVERNO NA REUNIÃO DE CÚPULA NO RIO DE JANEIRO.

LOC: APESAR DE CRÍTICAS DE QUE HOUVE POUCOS AVANÇOS PARA A CONCRETA IMPLEMENTAÇAO DE METAS AMBIENTAIS, ALGUNS SENADORES ESTÃO OTIMISTAS QUANTO AOS RESULTADOS DA CONFERENCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. REPÓRTER NARA FERREIRA:

(REPÓRTER) O documento da Rio+20, "O Futuro que Queremos", apresentado pelo Brasil nesta terça-feira, foi aprovado pelas delegações por consenso. O texto será agora examinado pelos chefes de Estado e de governo que começam a chegar ao Rio de Janeiro para a reunião de cúpula. Nada impede que o texto seja alterado no encontro de mais alto nível da Conferência da ONU. O documento foi criticado por delegações de países em desenvolvimento, que esperavam ver resolvidas demandas como a definição de fontes de financiamento para projetos de desenvolvimento sustentável e a transformaçao do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, PNUMA, em uma agência mais independente - questão ficou para ser resolvida pela Assembléia Geral da ONU. Os europeus, que vivem uma crise econômico-financeira no continente, preferiram não definir metas e compromissos para os próximos anos. Segundo o ministro das relaçoes exteriores, Antônio Patriota, o Brasil, como anfitrião e mediador, buscou o meio termo. O texto mantém os princípios das responsabilidades diferenciadas, mas não fixa de onde virá o dinheiro para financiar ações de desenvolvimento sustentável. Também reconhece a necessidade de incorporar valores sociais a um novo indicador de desenvolvimento que não seja somente o atual PIB, o Produto Interno Bruto. A senadora Vanessa Grazziotin, do PCdoB do Amazonas, não acredita em grandes avanços:

(GRAZZIOTIN) tudo indica que mais uma vez, numa conferencia de meio ambiente, mais uma vez empurraremos para mais adiante as decisões importantes.

(REPÓRTER) Já o senador Jorge Viana, do PT do Acre, um dos relatores do projeto do novo Código Florestal, é mais otimista 

(JORGE VIANA) Eu prefiro acreditar que temos um documento preliminar e espero apostar na ousadia porque se nao tivermos uma ousadia na rio mais 20, na busca de um novo padrão de produçao e consumo, na busca de fortalecer por exemplo o Pnuma, vamos ter perdido a oportunidade que a Rio+20 ainda nos oferece.

(REPÓRTER) O senador Fernando Collor, do PTB de Alagoas, autor do requerimento que resultou na Rio+20, e presidente da Republica durante a Rio 92, acredita em mudanças durante o encontro de cúpula. 

(FERNANDO COLLOR) a experiencia que eu tenho nessas conferências é que as questóes ficam sempre para a ultima hora, no finalzinho do finalzinho que as coisas são decididas. o resultado da conferencia, o documento final nao ira sair na sexta feira, acho que na segunda-feira que teremos esse documento pronto e acabado. 

(REPÓRTER) A reunião de chefes de Estado e de Governo no RioCentro começa nesta quarta e vai até a próxima sexta-feira.

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11