Leila Barros é a nova procuradora da Mulher no Senado — Rádio Senado
Mulher

Leila Barros é a nova procuradora da Mulher no Senado

A nova procuradora especial da Mulher no Senado foi eleita pela bancada feminina na tarde desta terça-feira (30). O nome escolhido foi o da senadora Leila Barros (PSB-DF). Criada em 2013, a Procuradoria Especial da Mulher busca incluir o Senado no debate sobre questões de gênero para promover a igualdade de direitos entre homens e mulheres.

30/03/2021, 13h57 - ATUALIZADO EM 30/03/2021, 21h13
Duração de áudio: 01:51
Waldemir Barreto/Agência Senado

Transcrição
LOC: NA TARDE DESTA TERÇA-FEIRA, A BANCADA FEMININA DEVE ESCOLHER A NOVA PROCURADORA DA MULHER NO SENADO. LOC: A SENADORA LEILA BARROS, DO PSB DO DISTRITO FEDERAL, É COTADA PARA EXERCER A FUNÇAO. REPORTAGEM DE IARA FARIAS BORGES (Repórter) Eleita, a nova procuradora especial da Mulher no Senado, será nomeada pelo presidente da Casa, senador Rodrigo Pacheco. Criada em 2013, a Procuradoria Especial da Mulher busca incluir o Senado no debate sobre questões de gênero para promover a igualdade de direitos entre homens e mulheres. Além de se mobilizar em relação às pautas femininas, a Procuradoria da Mulher também produz artigos, pesquisas e livros que abordam a inserção da mulher na política, bem como sugere, fiscaliza e acompanha a execução de programas federais que promovam a igualdade de gênero. Ao atuar pelo empoderamento feminino, a Procuradoria luta contra todas as formas de discriminação e violência. A ideia é garantir direitos, a emancipação individual e a consciência coletiva que permitam a independência social e política, como ressaltou a senadora Leila Barros, do PSB do Distrito Federal, durante evento na Comissão Mista de Combate à Violência contra a Mulher. (Leila Barros) “Sei exatamente todos os desafios e dificuldades que cada uma de nós, infelizmente, ainda enfrenta na nossa sociedade. Discriminação, violência, desrespeito são práticas frequentes a que estamos todas sujeitas. Não se trata de buscar qualquer favorecimento em relação aos homens. Trata-se de isonomia, de igualdade de oportunidades, de receber salários semelhantes, de viver em segurança, sem medo, para buscar os nossos sonhos”. (Repórter) A primeira procuradora especial da Mulher no Senado foi a então senadora Vanessa Grazziotin, de 2013 a 2018. Em 2019, assumiu a senadora Rose de Freitas, do MDB do Espírito Santo.

Ao vivo
00:0000:00