Argumento

01/10/2020

Rombo nas contas públicas deve ser compensado com taxação de grandes fortunas, diz Esperidião Amin

As ações do governo para enfrentar a covid-19 devem provocar um rombo nas contas públicas de mais de 12% do Produto Interno Bruto. Neste Argumento, o senador Esperidião Amin (PP-SC) defende que essa conta seja paga pelos mais ricos. Ele afirma que é hora de tributar grandes fortunas, lucros e dividendos. O parlamentar propõe ainda o aumento do Imposto de Renda para quem ganha mais.

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 0 61 2211