Salão Nobre

Estado tem que buscar parceiros privados para garantir saneamento, afirma Muniz

14:23Estado tem que buscar parceiros privados para garantir saneamento, afirma Muniz

Em cada dois brasileiros, um não tem acesso à coleta de esgoto. Cerca de 10 milhões de brasileiros não têm água em casa. Em entrevista ao programa Salão Nobre, o sen. Roberto Muniz (PP – BA) defendeu que os governos busquem parcerias com o setor privado para ampliar a oferta desses serviços. “Não tenho preconceito com o que é público e o que é privado. Já que o Estado não tem essa capacidade de fazer esses investimentos, ele pode atrair o setor privado de forma complementar”, afirma.

A estimativa do Instituto Trata Brasil é que o Brasil levaria mais de 20 anos para universalizar o acesso a água e esgoto se continuar no ritmo observado. A Agência Nacional de Águas – ANA estima que o custo da universalização ultrapasse os R$150 bilhões. “Precisamos perder o medo e fazer com que recursos públicos e privados possam conviver nesses novos investimentos”, argumenta Muniz.

O senador, que já presidiu a Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto – Abcon, justifica que investir em saneamento básico significa elevar a qualidade de vida e reduzir gastos com saúde pública: “cada real investido no saneamento, a gente diminui quatro na saúde pública”.

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11