Covid-19

Telemedicina veterinária pode ser analisada nesta quinta-feira

01:50Telemedicina veterinária pode ser analisada nesta quinta-feira

Transcrição LOC: OS SENADORES PODEM DECIDIR NA QUINTA-FEIRA PELO USO DA TELEMEDICINA VETERINÁRIA DURANTE A PANDEMIA. LOC: ALÉM DE CONTRIBUIR PARA O ISOLAMENTO SOCIAL, A MEDIDA EVITA A INTERRUPÇÃO DE SERVIÇOS ESSENCIAIS COMO A PRODUÇÃO DE ALIMENTOS E O CONTROLE DE ZOONOSES. A REPORTAGEM É DE MARCELLA CUNHA TÉC: Os senadores vão analisar na quinta-feira a autorização para o uso da telemedicina veterinária no país. A medida valerá, a princípio, enquanto durar o estado de calamidade pública causada pela pandemia da covid-19. O autor do projeto, senador Wellington Fagundes, do PL de Mato Grosso, explicou que o objetivo é autorizar o atendimento por videoconferência dos animais, como já vem sendo feito em consultas médicas para seres humanos. (Fagundes) É um projeto que abarca a medicina veterinária nesse regime virtual. Se dá nesse momento principalmente pela pandemia do coronavírus. E claro, depois, será regulamentado pelo Conselho Federal de Medicina. (REP) Segundo Wellington Fagundes, o atendimento veterinário à distância vai contribuir para garantir o isolamento social, evitando que os donos precisem se deslocar para levar os animais até o consultório. (Fagundes) Nesse mundo cada vez mais tecnológico, temos que buscar tudo aquilo disponível para que a gente também empregue na saúde pública. E como médico veterinária e também membro da academia brasileira de medicina veterinária eu tive a iniciativa de apresentar um projeto em consonância com tudo isso. (REP) Wellington Fagundes argumentou, ainda, que a interrupção dos serviços veterinários poderá levar a prejuízos catastróficos para a saúde das criações animais, desestruturação da cadeia produtiva de alimentos e exposição da população às zoonoses. Por isso, além da prática clínica, poderão ser feitos à distância o planejamento da defesa agropecuária, atividades de certificação sanitária e fiscalização de frigoríficos, mediante regulamentação do Poder Executivo. Da Rádio Senado, Marcella Cunha

O plenário deve votar na próxima quinta-feira (21) o projeto que autoriza o uso da telemedicina veterinária. O autor da proposta, senador Wellington Fagundes (PL-MT), defende que a interrupção dos serviços veterinários poderá prejudicar a cadeia produtiva de alimentos de origem animal, além de expor a população às zoonoses. Além da prática clínica, poderão ser realizados por videoconferência serviços como planejamento da defesa agropecuária, atividades de certificação sanitária e fiscalização de frigoríficos. A reportagem é de Marcella Cunha.

TÓPICOS:
Alimentos  Animais  Coronavírus  covid-19  Fiscalização  Mato Grosso  Medicina  pandemia  Poder Executivo  Saúde  Saúde Pública  Senador Wellington Fagundes 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo