Audiência pública

Tecnologia deve ser aliada da economia solidária e não adversária, apontam especialistas

01:42Tecnologia deve ser aliada da economia solidária e não adversária, apontam especialistas

Transcrição LOC: A UTILIZAÇÃO DAS NOVAS TECNOLOGIAS PODE SER UM DOS TRUNFOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA SOLIDÁRIA NO BRASIL, SEM ESQUECER OS ASPECTOS LOCAIS. LOC: A CONCLUSÃO FOI FEITA POR ESPECIALISTAS EM AUDIÊNCIA PÚBLICA DA COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL E TURISMO. A REPORTAGEM É DE RODRIGO RESENDE: (Repórter) Durante audiência da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo na Assembleia Estadual da Bahia, o senador Jaques Wagner, do PT baiano, questionou como estaria a economia solidária frente às novas formas de trabalho surgidas a partir do desenvolvimento tecnológico: (Jaques Wagner) A grande dúvida é: que lugar sobrará para os humanos com a chamada inteligência artificial e com todo esse processo aí, onde é que nós estaremos? Porque até o pessoal de uma atividade tão simples como a entrega de comida, já tem país que estão fazendo essa entrega através de drone. Precisa saber onde a gente vai colocar esse mundo de gente. (Repórter) O professor da PUC de São Paulo, Ladislau Dowbor, afirmou que a economia solidária pode ser a solução para muitos desses problemas do trabalho surgidos com a modernidade, já que impera neste tipo de economia mecanismos de cooperativismo. Ladislau ainda ressaltou que a economia solidária pode contribuir para uma realidade mais sustentável: ( Ladislau Dowbor) Quando nasceu meu pai, não é pré-história, é meu pai, éramos um bilhão e meio. Hoje somos 7.7 bilhões. E todo mundo querendo consumir mais. (Repórter) Milton Barbosa, superintendente de economia solidária da Bahia, afirmou que as variadas formas de tecnologia devem ser utilizadas pelas cooperativas, mas que o aspecto local não deve ser esquecido: (Milton Barbosa) Essa nova economia ela surge no local. Ela tem que surgir e se desenvolver a partir das necessidades e das demandas do local porque é um potencial de riqueza e de inclusão extraordinário. (Repórter) De acordo com a OCB, organização das cooperativas brasileiras, já são seis mil e oitocentas cooperativas no Brasil com mais de 14 milhões de cooperados.

A tecnologia deve ser aliada das cooperativas e demais formas de economia solidária, apontam especialistas em audiência pública da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo. O evento aconteceu na Assembleia estadual da Bahia e, de acordo com o Senador Jaques Wagner (PT-BA), serviu para debater os novos desafios da economia solidária no Brasil. A reportagem é de Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

Notícias relacionadas

CDR debate na Bahia possibilidades da economia solidária

TÓPICOS:
Bahia  Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo  Cooperativismo  Desenvolvimento  Desenvolvimento Regional  Economia  História  Inteligência  PT  Regional  São Paulo  Senador Jaques Wagner  Tecnologia  Trabalho  Turismo 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo