Só programas habitacionais evitarão tragédias como no Rio, afirma Crivella

01:57Só programas habitacionais evitarão tragédias como no Rio, afirma Crivella

LOC: SÓ PROGRAMAS HABITACIONAIS PODERÃO SER CAPAZES DE EVITAR TRAGÉDIAS COMO AS QUE OCORRERAM NA REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO. LOC: A AFIRMAÇÃO É DO SENADOR MARCELO CRIVELLA, DO PRB. ELE ESTÁ NO ESTADO ACOMPANHANDO A OPERAÇÃO DE RESGATE E SOCORRO ÀS VÍTIMAS. LOC: EMBORA A SITUAÇÃO SEJA DESESPERADORA O SENADOR ESTÁ OTIMISTA SOBRE AS PROVIDÊNCIAS QUE VEM SENDO TOMADAS PELO GOVERNO. REPÓRTER PATRÍCIA NOVAES: O Senador Marcelo Crivela afirmou que há anos o Brasil sofre com a falta de um programa habitacional sério e que sem isso, tragédias como as que ocorreram na região serrana do Rio de Janeiro vão continuar acontecendo. Segundo Crivella, o presidente Lula começou a reverter esse quadro com programas como o Minha Casa, Minha Vida mas, a seu ver, anos de abandono criaram uma situação sem precedentes que não será mudada apenas com leis. (Marcelo Crivela) nós podemos fazer o estatuto da cidade, podemos criar o plano nacional de demolição de imóveis nas áreas de risco mas nós mudamos isso com programas de habitação. Não é possível que no País do cimento, do calcário, da argila, da madeira, da mão de obra, do pedreiro, do carpinteiro, do servente, das terras, o país é um continente, nesse país a gente ainda tenha tanta gente morando em favelas, em áreas precárias. (Patrícia) Marcelo Crivella é engenheiro civil e está acompanhando toda a operação de resgate e salvamento da população na região serrana do Rio. Ele afirmou que, embora a situação seja muito triste, está conseguindo enxergar uma luz no fim do túnel. O senador se reuniu com a presidente Dilma Roussef, quando ela esteve no local da tragédia e disse que depois das providências tomadas por ela as coisas começaram a acontecer. (Crivela) eu estive em Fibrurgo eu vi várias frentes de obras, eu vi nas encostas dos morros, vi nos leitos dos rios, nas estradas, na praça central, caminhões, movimento, muita gente trabalhando, recompondo linha elétrica, eu vi trabalho, eu vi gente trabalhando. (Patrícia) Seiscentas e oitenta pessoas já morreram depois da tempestade que devastou a região serrana do Rio de Janeiro há uma semana. Segundo dados da Defesa Civil mais de 20 mil pessoas estão desalojadas e desabrigadas em sete municípios da região: Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo, Bom Jardim, São José do Vale do Rio Preto, Areal e Sumidouro.

TÓPICOS:
Trabalho  PRB  Estatuto da Cidade  Defesa Civil  Rio de Janeiro  Municípios  Lula  Habitação  Senador Marcelo Crivella 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo