Pandemia

Senadores médicos estão otimistas com vacina contra covid-19

02:40Senadores médicos estão otimistas com vacina contra covid-19

Transcrição LOC: AVANÇAM AS PESQUISAS PARA O DESENVOLVIMENTO DE UMA VACINA CONTRA A COVID-19 LOC: PARCERIAS ENTRE GOVERNOS, INSTITUTOS DE PESQUISA E LABORATÓRIOS PRIVADOS AUXILIAM NA EVOLUÇÃO DOS ESTUDOS. E SENADORES ESTÃO OTIMISTAS EM RELAÇÃO AOS RESULTADOS. REPÓRTER REGINA PINHEIRO TÉC: Governos de vários países em colaboração com institutos de pesquisa e laboratórios privados trabalham para o desenvolvimento de uma vacina segura e eficaz, capaz de imunizar a população contra o Sars-coV-2, vírus causador da covid-19. Recentemente, o Ministério da Saúde anunciou colaboração para a produção de uma vacina que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, e pelo laboratório privado anglo-sueco AstraZeneca. O acordo prevê a compra de lotes da vacina e da transferência de tecnologia. Com a comprovação da eficácia, o Brasil receberá 100 milhões de doses. Senadores, que também são médicos estão otimistas com os avanços nas pesquisas. O senador Nelsinho Trad, do PSD de Mato Grosso do Sul, acredita que a vacina possa estar pronta no primeiro semestre do ano que vem. O senador esclarece que será necessária uma alteração na legislação brasileira para que a vacinação ocorra com maior rapidez. (Trad) Pela legislação que está, qualquer medicamento que é descoberto fora do nosso país, precisa de, no mínimo 12 e no máximo 18 meses para ser definitivamente liberado e aprovado para a sua comercialização. A nossa legislação tem muita burocracia, principalmente na Anvisa. (Rep) A senadora Zenaide Maia, do PROS do Rio Grande do Norte, também espera que a vacina esteja pronta em 2021. (Zenaide) Tenhamos uma vacina que seja para todos, bem comum da humanidade. Acredito nisso porque vejo a comunidade científica internacional dando prioridade máxima para o desenvolvimento dessa vacina, inclusive com a participação de cientistas e voluntários brasileiros (Rep) Ex-Ministro da Saúde, o senador Humberto Costa, do PT de Pernambuco, disse que a sua expectativa é muito positiva em relação às vacinas. (Humberto). É importante também o fato de o Brasil estar associado a dois estudos. Se o Governo Federal cumprir a sua parte, especialmente, na assinatura do acordo com a Universidade de Oxford, via a Fiocruz, nós teremos condições de no ano que vem estarmos produzindo. (Rep) Outra parceria para a produção de vacinas contra o novo coronavírus foi feita entre o Instituto Butantan, ligado à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo e a empresa chinesa Sinovac Life Sciense. Da Rádio Senado, Regina Pinheiro

Pesquisas para o desenvolvimento de uma vacina contra a covid-19 conseguiram avanços nos estudos, viabilizados por parcerias entre governos, institutos de pesquisa e laboratórios privados. O Brasil é parceiro em dois estudos: o da universidade britânica de Oxford laboratório privado anglo-sueco AstraZeneca e o da empresa chinesa Sinovac Life Science. Os senadores Nelsinho Trad (PSD-MS), Zenaide Maia (Pros-RN) e Humberto Costa (PT-PE) manifestaram otimismo com os primeiros resultados dos testes. Reportagem de Regina Pinheiro.

TÓPICOS:
Anvisa  Burocracia  Coronavírus  covid-19  Desenvolvimento  Mato Grosso  Mato Grosso do Sul  Ministério da Saúde  Pernambuco  PROS  PSD  PT  Reino Unido  Rio Grande do Norte  São Paulo  Saúde  Senador Humberto Costa  Senador Nelsinho Trad  Senadora Zenaide Maia  Tecnologia 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 0 61 2211
Ao vivo