Saúde

Senadores cobram votação de novo marco do saneamento básico

01:37Senadores cobram votação de novo marco do saneamento básico

Transcrição LOC: SENADORES PEDIRAM A INCLUSÃO EM PAUTA DE PROJETO QUE CRIA UM NOVO MARCO PARA O SANEAMENTO BÁSICO NO BRASIL. LOC: QUASE METADE DA POPULAÇÃO BRASILEIRA NÃO TEM ACESSO À TRATAMENTO DE ESGOTO. A REPORTAGEM É DE RODRIGO RESENDE: (Repórter) Pelo menos 100 milhões de brasileiros não tem acesso à tratamento de esgoto de acordo com levantamento do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional. Senadores cobraram a inclusão em pauta do projeto que cria um novo marco para o saneamento básico no país. A proposta cria novas regras para o setor com o objetivo de expandir o investimento privado na área. O senador Zequinha Marinho, do PSC do Pará, afirmou que a votação do marco pode possibilitar, além de uma transformação social, um apoio à economia no pós-pandemia: (Zequinha Marinho) Vai ser um momento de muita dificuldade na economia, de muito desemprego, de muita luta, e esse setor, certamente, será um setor que vai abrir muitos postos de trabalho, que vai movimentar a economia. Cem milhões de brasileiros não têm acesso à água tratada, não têm acesso a esgoto, não têm acesso a recolhimento de resíduos sólidos. (Repórter) Para o senador Oriovisto Guimarães, do Podemos do Paraná, o investimento em saneamento terá impacto positivo na prevenção de doenças: (Oriovisto Guimarães) 15 mil pessoas morrem, todos os anos no Brasil, em decorrência de doenças atreladas à falta de saneamento. Em casos de epidemia, o contágio é facilitado sem o saneamento básico – a dengue, a malária, outras e, agora, a Covid-19. (Repórter) O projeto sobre o novo marco do saneamento básico está em análise na Comissão de Meio Ambiente com a relatoria do senador Alessandro Vieira, do Cidadania de Sergipe. Da Rádio Senado, Rodrigo Resende. PROJETO: 4162/2019 Pesquisa SNIS: http://www.snis.gov.br/painel-informacoes-saneamento-brasil/web/painel-setor-saneamento

Senadores cobraram a inclusão em pauta do projeto que cria um novo marco para o saneamento básico (PL 4162/2019). Pelo menos 100 milhões de brasileiros não têm acesso à tratamento de esgoto. Para o senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), o novo marco pode contribuir na prevenção de doenças. A reportagem é de Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

TÓPICOS:
Água  Cidadania  Comissão de Meio Ambiente  covid-19  Dengue  Desemprego  Desenvolvimento  Desenvolvimento Regional  Economia  Meio Ambiente  pandemia  Pará  Paraná  Podemos  PSC  Regional  Resíduos Sólidos  Saneamento Básico  Senador Alessandro Vieira  Senador Oriovisto Guimarães  Senador Zequinha Marinho  Sergipe  Trabalho  PR  Saúde 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo