Agricultura

Senador Carlos Fávaro defende incentivos para a agricultura familiar

01:08Senador Carlos Fávaro defende incentivos para a agricultura familiar

Transcrição LOC: O SENADOR CARLOS FÁVARO, DO PSD DE MATO GROSSO, DEFENDEU INCENTIVOS DO GOVERNO PARA A AGRICULTURA FAMILIAR. LOC: ELE RESSALTOU QUE OS AGRICULTORES FAMILIARES ACUMULAM PREJUÍZOS DURANTE O PERÍODO DE PANDEMIA. A REPORTAGEM É DE LÍVIA TORRES: TÉC: Foi aprovado pelo Senado o projeto de lei que autoriza a prorrogação de dívidas rurais por um período mínimo de 1 ano. A proposta pretende reduzir os danos causados pela pandemia do coronavírus para os agricultores familiares. E o senador Carlos Fávaro, do PSD de Mato Grosso, defendeu os esforços para ajudar esses trabalhadores. Ele ressaltou que produtores de perecíveis estão perdendo produtos e a renda que teriam com a venda, pela diminuição de pessoas nas feiras e até a paralisação do comércio: (Carlos Fávaro) “A pandemia que diminuiu o fluxo de pessoas nas feiras livres ou até as feiras paralisadas, impossibilitou a comercialização e eles produzem muitas vezes produtos perecíveis, como folhas, hortifrúti, granjeiros, frutas que não tem como estocar e acaba tendo um destino inadequado e até a perda, principalmente. Por isso, a falta de renda para cumprir seus compromissos financeiros” (Rep): Serão prorrogadas as operações de crédito rural para comercialização, custeio e investimento com vencimentos ao longo de 2020. Sob supervisão de Maurício de Santi, da Rádio Senado. Lívia Torres.

O senador Carlos Fávaro (PSD-MT) manifestou apoio ao investimento do governo para auxiliar agricultores familiares neste período de pandemia. Ele ressaltou que a redução do fluxo de pessoas nas feiras e até a paralisação de algumas delas fez que os produtores perdessem os produtos e a renda que viria das vendas. A reportagem é de Lívia Torres, da Rádio Senado.

TÓPICOS:
Agricultura  Agricultura familiar  Comércio  Coronavírus  Crédito  Mato Grosso  pandemia  PSD 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo