Plenário

Senado terá sessão especial para homenagear Paulo Freire

O Senado terá uma Sessão Especial em homenagem a Paulo Freire em maio de 2020. A aprovação do requerimento aconteceu depois do Presidente da República chamar o educador pernambucano de energúmeno. Para o senador Weverton (PDT-MA), Paulo Freire é um exemplo de brasileiro que lutou pela educação e pela inclusão dos menos favorecidos. Mais informações com o repórter Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

18/12/2019, 15h19 - ATUALIZADO EM 18/12/2019, 15h19
Duração de áudio: 02:04
Foto: Reprodução/TV Senado

Transcrição
LOC: SENADO TERÁ SESSÃO ESPECIAL PARA HOMENAGEAR PAULO FREIRE. LOC: O EDUCADOR PERNAMBUCANO FOI CHAMADO DE ENERGÚMENO PELO PRESIDENTE JAIR BOLSONARO, O QUE MOTIVOU A HOMENAGEM. AS INFORMAÇÕES COM O REPÓRTER RODRIGO RESENDE: TÉC: Paulo Freire será homenageado com uma sessão especial em 04 de maio de 2020, mês em que sua morte completará 23 anos. A homenagem aprovada pelo plenário do Senado foi proposta pelo senador Weverton, do PDT do Maranhão, e acontecerá após o Presidente da República, Jair Bolsonaro, se referir ao educador Pernambucano como “energúmeno”. Para Weverton, homenagear Freire a qualquer tempo é prestar reverência à uma grande figura da história brasileira: Weverton - Homenagear Paulo Freire é reconhecer a própria história do Brasil. Um homem que, em 1963, em Angicos, no Rio Grande do Norte, alfabetizou 300 pessoas e logo no ano seguinte chega a Brasília, onde coordenava o plano de alfabetização do Presidente Goulart, e é surpreendido com aquele golpe que o deixou 70 dias preso, depois vai pro exílio. (REP) O senador Fabiano Contarato, da Rede Sustentabilidade do Espírito Santo, lamentou as palavras de Jair Bolsonaro sobre Paulo Freire e citou obras do professor responsável pela criação de um novo método de alfabetização: (Contarato) E, lamentavelmente, o Presidente da República o chamou de energúmeno. Paulo Freire nos faz pensar, ele nos ensina a pensar. Eu queria sugerir ao Presidente da República que procedesse à leitura de algumas obras de Paulo Freire, como Educação como Prática e Liberdade, Pedagogia do Oprimido, Pedagogia da Autonomia, Pedagogia da Indignação. (REP) O senador Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade do Amapá, lembrou que Paulo Freire é um dos brasileiros com maior reconhecimento internacional: (Randolfe) E quem é Paulo Freire? É o brasileiro mais homenageado de todos os tempos, com 35 prêmios honoris causa em 35 universidades pelo mundo. Não é o Brasil que reconhece Paulo Freire, Senhor Presidente da República, é o mundo. (REP) Além de Weverton e Randolfe, assinaram o requerimento para a homenagem os senadores Lasier Martins, do Podemos do Rio Grande do Sul, Eduardo Gomes, do MDB do Tocantins, Esperidião Amin, do PP de Santa Catarina e Veneziano Vital do Rêgo, do PSB da Paraíba. Da Rádio Senado, Rodrigo Resende. PROJETO: REQ 1129/2019

Ao vivo
00:0000:00