Trabalhador

Senado recebe agenda prioritária da classe trabalhadora

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE) recebeu líderes sindicais que entregaram a Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora. O documento traz 22 propostas e tem o objetivo de marcar a posição sindical, além de aumentar a participação dos trabalhadores no processo eleitoral. Entre os principais pontos defendidos na pauta está a criação de políticas de amparo aos desempregados, como o aumento das parcelas do seguro-desemprego. O senador Paulo Paim (PT-RS) defendeu a iniciativa e disse que o assunto também precisa ser discutido pelos futuros candidatos à Presidência da República. Com supervisão de Roberto Fragoso, da Rádio Senado, Marciana Alves.

21/06/2018, 17h40 - ATUALIZADO EM 21/06/2018, 20h23
Duração de áudio: 01:43
Presidente do Senado, senador Eunício Oliveira (MDB-CE), recebe o deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP) e sindicalistas.

Participam:
deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP);
prsidente do Senado,
senador Paulo Paim (PT-RS); 
senador Hélio José (Pros-DF);
sindicalistas.

Foto: Marcos Brandão/Senado Federal
Foto: Foto: Marcos Brandão/Agência Senado

Transcrição
LOC: O PRESIDENTE DO SENADO, EUNÍCIO OLIVEIRA, RECEBEU DE CENTRAIS SINDICAIS A AGENDA DA CLASSE TRABALHADORA. LOC: A PAUTA DEFENDE, ENTRE OUTROS PONTOS, A CRIAÇÃO DE POLÍTICAS PARA ENFRENTAR O DESEMPREGO. REPÓRTER MARCIANA ALVES. TÉC: A Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora elaborada por sete centrais sindicais brasileiras defende, entre outros pontos, a valorização do salário-mínimo, a jornada de 40 horas e o combate à informalidade. O documento foi entregue por líderes trabalhistas ao presidente do Senado, Eunício Oliveira. A pauta também inclui políticas de amparo ao desempregado, como, por exemplo, o aumento das parcelas do seguro-desemprego, conforme explicou o senador Paulo Paim, do PT gaúcho. (Paulo Paim) O documento na verdade tem 22 propostas, entre elas, fala de aumentar o seguro-desemprego, num momento como esse, de tanta gente desempregada. Então é você aumentar o prazo, não é a mensalidade, e sim, o número de meses que a pessoa pode receber o seguro. (Repórter) O documento tem o objetivo de marcar a posição sindical e aumentar a participação dos trabalhadores no processo eleitoral. De acordo com Paim, Eunício se mostrou simpático aos itens defendidos na agenda dos trabalhadores, mas ressaltou que o assunto deve ser debatido entre as lideranças partidárias. Paulo Paim acredita que a pauta precisa ser tratada, também, pelos futuros candidatos à Presidência da República. (Paulo Paim) Eu acho que essas propostas todas que foram colocadas aqui devem ser analisadas por todos os candidatos a presidente da República, para ver qual deles, efetivamente, vai se comprometer e ver aquilo que pode ser aprovado de imediato a partir da eleição do novo presidente, para retomar o desenvolvimento sustentável do País. (Repórter) A agenda prioritária também pede a revogação da Reforma Trabalhista e da Lei da Terceirização. Com supervisão de Roberto Fragoso, da Rádio Senado, Marciana Alves.

Ao vivo
00:0000:00