Covid-19

Mandetta deve ir ao Senado para explicar medidas contra coronavírus

02:29Mandetta deve ir ao Senado para explicar medidas contra coronavírus

Transcrição LOC: SENADO DEVERÁ OUVIR O MINISTRO DA SAÚDE SOBRE AS AÇÕES DE COMBATE AO CORONAVÍRUS. LOC: OS PARLAMENTARES DECIDIRAM AINDA PRIORIZAR A VOTAÇÃO DAS MEDIDAS PROVISÓRIAS PARA RESERVAR MAIS DINHEIRO PARA A ÁREA DE SAÚDE. REPÓRTER HÉRICA CHRISTIAN TÉC: O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, deverá participar de uma sessão virtual do Senado para fazer um balanço das ações já implementadas e para detalhar as medidas a serem adotadas nas próximas semanas de aumento de casos e de mortes. O convite ainda será levado ao ministro pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre, do Democratas do Amapá. O senador Eduardo Braga, do MDB do Amazonas, destacou a necessidade da oferta de mais testes da covid-19 e de respiradores. E avalia que uma audiência com o ministro poderá resultar na aprovação de projetos que ajudem neste momento de crise. (Omar) Acho que seria importante ouvirmos e apoiarmos as ações que o Ministério da Saúde está implementando neste momento e garantir recursos para serem transferidos imediatamente pelos fundos estaduais de saúde e pelos fundos municipais de saúde para o combate ao coronavírus. REP: A pedido do Palácio do Planalto, o Plenário vai votar prioritariamente Medidas Provisórias que tratem do coronavírus no lugar de projetos de iniciativa dos parlamentares. O líder do governo no Congresso Nacional, senador Eduardo Gomes, do MDB do Tocantins, explicou que muitas propostas têm o mesmo teor das MPs, que já valem na hora da publicação, diferentemente de propostas legislativas que precisam ser aprovadas na Câmara e no Senado e ainda sancionadas para virarem leis. Eduardo Gomes citou a aprovação de um projeto que socorre os estados e municípios que ainda está na Câmara, mas que se transformou numa Medida Provisória. (Ed. Gomes) É importante o protagonismo da Câmara. É importante o protagonismo do Senado. E mais importante ainda a efetividade dos nossos atos. O governo acaba de editar uma Medida Provisória de recursos adicionais à saúde pública de R$ 2,2 bilhões para o reforço direto de fundo a fundo na saúde dos municípios e dos estados. REP: Nesta segunda-feira, o presidente do Senado vai decidir com os líderes partidários os projetos que poderão ser votados junto com as Medidas Provisórias, que terão prioridade. Da Rádio Senado, Hérica Christian.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, poderá participar de uma sessão virtual do Senado para detalhar as medidas a serem adotadas no ápice da pandemia do coronavírus. O senador Eduardo Braga (MDB-AM) destacou que o Senado está preocupado com o aumento das mortes e com a falta de testes e respiradores. A pedido dos líderes do governo, o Plenário vai priorizar a votação de medidas provisórias e não de projetos dos senadores. O líder do governo no Congresso Nacional, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), esclareceu que não adianta nada a aprovação de propostas que não poderão ser implementadas. As informações são da repórter Hérica Christian.

TÓPICOS:
Amapá  Amazonas  Congresso Nacional  Coronavírus  covid-19  Davi Alcolumbre  Estados  MDB  Medida Provisória  Ministério da Saúde  Municípios  pandemia  Saúde  Saúde Pública  Senador Davi Alcolumbre  Senador Eduardo Braga  Senador Eduardo Gomes  Tocantins 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo