Política agrária

Sem acordo para votação, MP da regularização fundiária pode perder a validade

02:23Sem acordo para votação, MP da regularização fundiária pode perder a validade

Transcrição LOC: CRITICADA PELOS PARLAMENTARES, MEDIDA PROVISÓRIA QUE TRATA DA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE TERRAS DA UNIÃO DEVE PERDER A VALIDADE. LOC: DEPUTADOS AINDA NÃO ENTRARAM EM ACORDO SOBRE A VOTAÇÃO E A MP PODE CAIR ANTES MESMO DE CHEGAR AO SENADO. REPÓRTER RAQUEL TEIXEIRA. TEC: O prazo de validade da Medida Provisória termina no dia 19 de maio, mas ainda não há acordo entre os líderes da Câmara dos Deputados para votação do documento. E assim, o projeto nem deve chegar a ser analisado pelo plenário do Senado. A MP simplifica os procedimentos e aumenta o público alvo da regularização fundiária, permitindo a incidência sobre terras ocupadas até 5 de maio de 2014, e subindo também o limite de área de 4 para 15 módulos fiscais para apresentação apenas de declaração do ocupante, sem a necessidade de vistoria. Pelo relatório do senador Irajá, do PSD do Tocantins, um dos principais pontos é a gratuidade de taxas do Incra e também dos cartórios para que o produtor dê entrada na documentação da titulação. (IRAJÁ) A ideia é a gente tentar desburocratizar, com transparência e com responsabilidade o procedimento de titulações de terras da União. Rep: Durante a análise do texto na Comissão Mista, foi levantada a possibilidade de que a medida poderia favorecer a grilagem de terras, mas o senador Zequinha Marinho, do PSC do Pará, descartou a hipótese. (ZEQUINHA) Um governo liberal certamente enxerga diferente de um governo socialista, daí a necessidade da medida provisória de acordo com a visão de mundo de cada governo. Eu não vejo porque a gente está fazendo uma confusão e também não sei pra que que estado quer terra. A terra tem que ter cpf, ou cnpj, até porque o governo precisa responsabilizar aquele que trabalha e vive sobre ela. Rep: E o senador Confúcio Moura, do MDB de Rondônia, afirmou que a documentação das propriedades rurais influencia até na geração de riquezas do país. (CONFÚCIO) O Brasil vai enriquecer sim, vai aumentar a produção, vai aumentar o arrendamento de terras, nós vamos ter a redução dos homicídios no campo, enfim, regularização fundiária é política de estado. Rep: Com a possibilidade de perda do prazo de validade da medida, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, sugeriu que o Executivo apresente novamente o tema ao Congresso Nacional, mas agora em forma de projeto de lei, para que os parlamentares possam estudar o assunto com mais profundidade e sem a pressão do tempo de vigência de uma MP.

A medida provisória 910/2019, que trata da regularização fundiária de terras da União, pode perder a validade. Sem acordo entre os líderes na Câmara dos Deputados para a votação da proposta, o texto nem deve chegar ao Plenário do Senado. O prazo de vigência da MP termina na próxima terça-feira, 19 de maio. As informações são da repórter Raquel Teixeira.

TÓPICOS:
Câmara dos Deputados  Cartórios  Congresso Nacional  Incra  MDB  Medida Provisória  Pará  Plenário do Senado  Política  PSC  PSD  Regularização Fundiária  Rondônia  Senador Confúcio Moura  Senador Irajá  Senador Zequinha Marinho  Tocantins  Transparência  União 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo