Apagão Amapá

Randolfe pede afastamento imediato da diretoria da Aneel e senadores criticam privatização

O blecaute que atingiu 14 dos 16 municípios do Amapá fez a discussão sobre privatização e fiscalização por parte das agências reguladoras voltar com toda a força. Segundo o Ministério de Minas e Energia, houve uma explosão seguida de incêndio em um dos transformadores da Subestação Macapá e outro equipamento sofreu danos. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) responsabilizou diretamente o presidente da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone, pelas falhas no sistema elétrico do Amapá. Ele entrou na Justiça pedindo o afastamento imediato da diretoria da agência. Os detalhes com o repórter Pedro Pincer, da Rádio Senado.

11/11/2020, 18h47 - ATUALIZADO EM 11/11/2020, 19h39
Duração de áudio: 02:31
Crise de energia no Amapá, apagão em Macapá (Foto: Rudja Santos/Amazônia Real)
Foto: Rudja Santos/Amazônia Real

Transcrição
LOC: SENADORES COBRAM UMA ATUAÇÃO MAIS EFETIVA DAS AGÊNCIAS REGULADORAS LOC: A PRIVATIZAÇÃO E O PAPEL FISCALIZADOR FORAM DISCUTIDOS POR CONTA DO APAGÃO NO AMAPÁ. O REPÓRTER PEDRO PINCER TEM OS DETALHES: TÉC: O blecaute que atingiu catorze dos dezesseis municípios do Amapá fez a discussão sobre a privatização e a fiscalização por parte das agências reguladoras voltar com toda a força. Segundo o Ministério de Minas e Energia, houve uma explosão seguida de incêndio em um dos transformadores da Subestação Macapá e outro equipamento sofreu danos. A concessionária responsável pela subestação é a empresa espanhola Isolux Corsán. O senador Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade do Amapá, responsabilizou diretamente o presidente da Agência Nacional de Energia Elétrica, André Pepitone, pelas falhas no sistema elétrico do Amapá. Ele entrou na Justiça pedindo o afastamento imediato da diretoria da agência. (Randolfe Rodrigues) O que aconteceu no Amapá não foi culposo, foi doloso. Não é aceitável que um sistema de energia elétrica para abastecer, para atender 800 mil pessoas, não consiga resistir a um raio. Ao não cumprir com as suas obrigações de fiscalização, o governo incorre em crime. Incorrendo em crime, os responsáveis pelo crime devem ser afastados. E é por isso que estamos pedindo o afastamento da diretoria da Aneel REP: A falta de fiscalização também foi apontada por Zenaide Maia, do Pros do Rio Grande do Norte. (Zenaide Maia) Precisamos de mais fiscalização. Essas agências também, privatizadas ou não, porque no fim, convenhamos que, quando o privado falha, vem pro público, gente. Esse apagão no Amapá, a cobrança é em cima do ministério, é em cima do presidente da República, é em cima do Senado e da Câmara REP: O senador Izalci Lucas, do PSDB do Distrito Federal, destacou que, no caso de serviços essenciais, como o fornecimento de energia elétrica em regiões estratégicas, a concessão para a iniciativa privada deve ser analisada com cuidado. (Izalci Lucas) Eu sou liberal, acho que temos que privatizar muitas coisa, mas hoje, sinceramente em algumas áreas estratégicas eu tenho minhas dúvidas. REP: Há nove dias sem energia elétrica regular, o Amapá contará com recursos federais para alugar geradores e comprar combustível. Da Rádio Senado, Pedro Pincer.

Ao vivo
00:0000:00