Projetos

Projeto aumenta prazo de licença para pais de recém-nascidos com deficiência

01:29Projeto aumenta prazo de licença para pais de recém-nascidos com deficiência

Transcrição LOC: UM PROJETO DE LEI EM ANÁLISE NO SENADO PRETENDE ESTENDER O PRAZO DE LICANÇA MATERNIDADE E PATERNIDADE PARA PAIS DE RECÉM-NASCIDOS COM DEFICIÊNCIA. LOC: A AUTORA DA PROPOSTA, SENADORA MARA GABRILLI, DO PSDB DE SÃO PAULO, JUSTIFICA QUE ESSES PAIS PRECISAM DE MAIS TEMPO PARA SE ADAPTAREM AO BEBÊ. A REPORTAGEM É DE LÍVIA TORRES: (TÉC): Pais de recém-nascidos com deficiência poderão ter mais tempo de licença maternidade e paternidade. É o que diz o projeto de lei 242 de 2020. Pela proposta, a licença maternidade será estendida em 180 dias, contados a partir da alta hospitalar do bebê. A proposição também prorroga por 180 dias a estabilidade provisória no emprego, após o encerramento da licença maternidade. Já no caso dos pais, a licença que é de apenas cinco dias, seria de 60 dias, a partir da alta hospitalar. A senadora Mara Gabrilli do PSDB de São Paulo, autora do projeto, declarou que os pais precisam de um período maior de adaptação para cuidados com o bebê, além da possível necessidade de buscar tratamentos especializados. (Mara Gabrilli): “Ninguém está preparado para lidar com uma deficiência e quando isso acontece muita coisa muda na vida da família. Os bebês necessitam de amplos cuidados de atenção em tempo integral os pais precisam entender o que tá acontecendo, aprender a lidar com essa deficiência. Muitas vezes eles precisam buscar tratamentos específicos, por isso a prorrogação do tempo de licença-maternidade e paternidade é proposta pensando em tudo isso” (Repórter): A proposta está na Comissão de Assuntos Sociais e aguarda a designação de um relator. Sob supervisão de Maurício de Santi, da Rádio Senado, Lívia Torres.

Projeto de lei (PL 242/2020) estabelece a extensão do prazo de licença maternidade, paternidade e estabilidade provisória no emprego para pais de recém-nascidos com deficiência. A autora da proposta, senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), disse que esse prazo maior é necessário para os pais se adaptarem às necessidades do bebê. 

TÓPICOS:
Comissão de Assuntos Sociais  Emprego  Família  Licença-Maternidade  Maternidade  Paternidade  PSDB  São Paulo  Senadora Mara Gabrilli  Licença-Paternidade 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo