Votações

Projeto de combate às fake news será votado na próxima terça-feira

02:37Projeto de combate às fake news será votado na próxima terça-feira

Transcrição LOC: O SENADO VOTARÁ NA TERÇA-FEIRA PROPOSTA QUE PODE INSTITUIR A LEI BRASILEIRA DE LIBERDADE, RESPONSABILIDADE E TRANSPARÊNCIA NA INTERNET. LOC: O PROJETO TEM O OBJETIVO DE COMBATER AS FAKE NEWS. E FOI DEBATIDO POR 20 SENADORES NESTA QUINTA. MAIS INFORMAÇÕES COM O REPÓRTER RODRIGO RESENDE: TÉC: A proposta do senador Alessandro Vieira, do Cidadania de Sergipe, tem como objetivo principal o combate à criação e disseminação de Fake News, principalmente pelas redes sociais. Alessandro afirmou que a proposta cria uma legislação moderna no setor: Alessandro Vieira - E nós podemos dar um ponto de partida para uma excelente legislação: moderna, firme e respeitadora da autonomia do cidadão. O cidadão vai continuar se expressando de forma tranquila, direta, soberana. Ele vai ter inclusive o que não tem hoje, direito de defesa perante a plataforma, mas, caso ele incida em algum crime, através da Justiça, e só através da Justiça, ele poderá ser responsabilizado. (REP) O relator da proposta é o senador Angelo Coronel, do PSD da Bahia. O texto de Angelo Coronel traz o conceito de conta inautêntica: conta criada ou usada com o propósito de assumir ou simular identidade de terceiros para enganar o público, ressalvados o direito ao uso de nome social e a utilização de pseudônimo bem como o explícito ânimo humorístico ou de paródia. Traz ainda a obrigatoriedade da apresentação de documento válido para registro em redes sociais. O senador Weverton, do PDT do Maranhão, defende a proposta: Weverton 15” – Só tem medo de discutir Fake News, CPF, nome, tudo que tem que ser colocado de forma clara é quem faz coisa errada. O projeto não discute conteúdo. As pessoas em casa tem que entender isso. (REP) Já o senador Fernando Bezerra Coelho, do MDB de Pernambuco, líder do governo no Senado, afirma que o projeto deve ser estudado com cuidado para não provocar a retirada de investimentos no país de empresas da área de tecnologia e informação: Fernando Bezerra - O Brasil já perdeu vários ciclos de desenvolvimento. Nós estamos tratando de uma matéria muito sensível. E uma legislação malfeita, uma legislação que não esteja atenta a essas particularidades poderá nos retirar ou nos impedir de ingressar nestes novos ciclos de desenvolvimento tecnológico que o mundo experimenta. (REP) O relator, Angelo Coronel, afirmou que o Congresso não pode ficar à mercê da pressão das empresas de tecnologia: Coronel - Esse congresso não irá em hipótese alguma se curvar ao lobby desses gigantes mundiais. Para que a gente venha a apreciar uma legislação dura. Mas dura no sentido de nos proteger, proteger o nosso povo. Na próxima terça-feira o projeto será o item único da pauta do Senado. Da Rádio Senado, Rodrigo Resende. PROJETO: PL 2630/2020

O Senado vai votar na próxima terça-feira (30) a proposta que pode criar uma lei brasileira de liberdade, responsabilidade e transparência na internet (PL 2630/2020). O Plenário debateu o texto nesta quinta-feira (25), mas após a manifestação de vários senadores que queriam mais tempo para analisar o projeto, o presidente da Casa, senador Davi Alcolumbre, adiou a votação do relatório do senador Angelo Coronel (PSD-BA) para a próxima semana. Mais informações na reportagem de Rodrigo Resende.

TÓPICOS:
Fake News  Plenário do Senado  Cidadania  Bahia  Davi Alcolumbre  Desenvolvimento  Empresas  Internet  Investimentos  Justiça  Maranhão  MDB  PDT  Pernambuco  Podemos  PSD  Redes Sociais  Senador Alessandro Vieira  Senador Angelo Coronel  Senador Davi Alcolumbre  Senador Fernando Bezerra Coelho  Sergipe  Tecnologia  Transparência 

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11
Ao vivo