Teletrabalho

Projeto afasta gestantes do trabalho presencial durante pandemia

O Senado deve começar a analisar nos próximos dias a proposta que torna obrigatório o afastamento de gestantes do trabalho presencial durante a pandemia do coronavírus. O objetivo é reforçar o isolamento social e evitar infecções que possam prejudicar o desenvolvimento da gestação. As informações com a repórter Raquel Teixeira, da Rádio Senado.

28/08/2020, 16h46 - ATUALIZADO EM 28/08/2020, 16h46
Duração de áudio: 01:13
Gestante com livro de anotações nas mãos de frente para um notebook.
Foto: Stockphotos / Direitos Reservados

Transcrição
LOC: PROJETO TORNA OBRIGATÓRIO AFASTAMENTO DE GESTANTES DO TRABALHO PRESENCIAL DURANTE PANDEMIA DO CORONAVÍRUS. LOC: O OBJETIVO É REFORÇAR O ISOLAMENTO SOCIAL DAS GRÁVIDAS E EVITAR INFECÇÕES PELA COVID-19, QUE PODEM PREJUDICAR O DESENVOLVIMENTO DO BEBÊ. REPÓRTER RAQUEL TEIXEIRA. TÉC: Se o projeto for aprovado, as gestantes ficarão à disposição do empregador para realizar trabalho remoto, sem deixar de receber a remuneração, enquanto durar o estado de calamidade pública provocado pela crise sanitária internacional. A relatora da matéria na Câmara dos Deputados, deputada Mariana Carvalho, do PSDB de Rondônia, justifica que as grávidas fazem parte do grupo de risco para a contaminação com a doença. (MARIANA) No início da pandemia não se sabia que as grávidas eram grupo de risco para a covid, mais recentemente tem se demonstrado que a gestação e o período pós-parto colocam as mulheres em situação de risco aumentado possivelmente em razão de imunodeficiências associadas a adaptações psicológicas maternas. Rep: O senador Fabiano Contarato, da Rede Sustentabilidade, do Espírito Santo, defende a ideia e afirma que a defesa da vida está prevista na Constituição Federal. (CONTARATO) É uma questão de proteção à vida da mãe e da criança que está sendo gerada, e a proteção à vida é garantida pela Constituição Federal. O Estado brasileiro precisa ser sensível à urgência de atender as demandas da população nesse momento difícil de pandemia. Rep: A proposta aprovada pela Câmara será agora analisada pelo Senado. Da Rádio Senado, Raquel Teixeira.

Ao vivo
00:0000:00